top
De Paciente

para Paciente

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Para todas as mães e pais lutando contra o câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/11/2015 - Data de atualização: 16/11/2015


Quando se enfrenta o câncer, pode ser difícil para muitos pais e mães encontrarem uma maneira de se colocar em primeiro lugar, quando eles estão tão habituados a importar-se acima de tudo com suas famílias.

Neste artigo, uma mãe com câncer conta como tem lutado para obter o apoio que precisa e a hesitação em mostrar o que ela está realmente passando. Para sua família ela é sempre tão forte, o que provoca dúvidas em como dizer para eles que não está bem, o que impossibilita sua família de ver a verdade. Embora seja difícil, é importante estar disposta(o) a deixar as pessoas verem você como você é durante o tratamento do câncer. Para todos os pacientes de câncer e que também são pais e mães, tentem se colocar em primeiro lugar nessa fase.

Queridos Mãe e Pai com Câncer,

Sei que você está com medo. Eu também estou. Fui diagnosticada com câncer de mama invasivo, estágio III, em maio, após ter sido diagnosticada com câncer de tireoide, estágio III, em abril de 2014. Eu tenho um mês de químio pela frente e, em seguida, cirurgia e radioterapia. Parecia que era o fim, mas depois descobri que o câncer de mama estava disseminado e que o de tireoide ainda persistia. Então, sim, estou com medo.

Eu sei que está cansada(o). Eu também estou. Embora vi meus filhos crescerem, crio o meu neto de seis anos desde que ele tinha 3 semanas de vida. Ele me liberta mentalmente porque é tão agitado que precisa de interação divertida e inteligente, estimulo educacional e vigilância constante. Eu não tenho uma ajuda real em casa dos meus filhos e não posso (ou não quero) pedir ajuda aos meus irmãos, porque eles têm suas famílias e suas próprias vidas, com seus próprios problemas. Meu marido trabalha fora da cidade e não pode ajudar, porque quando ele está em casa, ele também precisa de descanso.

Eu sei que você não quer decepcionar sua família.
Eu também não. Minha família sempre me viu como um refúgio quando as coisas ficam difíceis e como a pessoa que sempre os encorajou com mensagens positivas. Não faço ideia de como contar para minha família que eu estou realmente cansada, e que realmente preciso de ajuda. Sempre que dou uma dica de como eu me sinto realmente, eles a rejeitam, seja por minha causa ou pela deles. Em vez disso, eu fico quieta, então todos me dizem: "Ah, você vai ficar bem..." Mas, eles não entendem que eu realmente não estou "muito bem".

Eu sei que você precisa descansar. Eu também. Eu mantenho uma atitude positiva e alegre a maioria do tempo, mas também tenho dias que só quero chorar. No momento, meus dias com dor e cansaço estão aumentando. Meu corpo parece que entrará em colapso. Meus ossos, cérebro e órgãos internos estão sempre doendo e estou cansada de não me sentir bem. Eu costumava ouvir as pessoas dizer: "Eu vou descansar quando estiver morto e enterrado", mas, eles sabem o que estão dizendo? Precisamos de descanso agora para que tenhamos mais tempo para viver e estar aqui com as nossas famílias.

Eu sei que nada disto significa que você está desistindo. Nem eu. O câncer não tem que tomar conta de nós. Eu não quero e não vou desistir. Ainda tenho muita coisa para fazer e eu quero estar por perto para ver meus futuros netos. Somos mais fortes do que isso, mas realmente precisamos descansar um pouco, para que possamos continuar lutando.   

Eu sei que você não está sozinha(o). Mesmo que eu sinta que estou. Escrevo isto para que você saiba que existem outras mães e pais com câncer lidando com muitos dos mesmos problemas. É importante nos apoiarmos uns aos outros em esta vida.

Então pergunto aonde você vai agora? Bem, comece por descobrir o que é que você realmente precisa. Eu sei o que eu preciso estar aberta com a minha família e pedir-lhes para ter mais consideração. Preciso que meus filhos cresçam e assumam responsabilidades. Preciso de uma babá para meu neto. Preciso de um cuidador pessoal e um ajudante. (Além de tudo isso, eu preciso de uma empregada e cozinheira também! Estou cansada para todas essas tarefas). E... Eu preciso de dinheiro para pagar tudo. rsrsrs. Eu sei que não sou capaz de ter todas essas coisas, mas pelo menos estou sendo honesta comigo mesma... E isso me dá a chance de recomeçar.   

Uma mãe, avó e paciente de câncer


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive