Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Paciente trata câncer duas vezes e alerta sobre prevenção no Dia Mundial de Conscientização de Linfomas

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/09/2019 - Data de atualização: 16/09/2019


Lucineia Candido Porfírio, 60 anos, foi acometida pelo câncer duas vezes e, felizmente, conseguiu superar a doença em ambos momentos. Hoje em dia, Lucineia faz questão de falar sobre prevenção, porque entende que essa é a melhor forma de se ver livre do câncer. ''Quando temos um diagnóstico precoce o tratamento é mais fácil, apesar das dificuldades''. 

Foi no ano de 2005, aos 45 anos, que Lucineia descobriu a doença durante um exame de prevenção, e recebeu o diagnóstico do linfoma. Foram seis meses de tratamento com quimioterapia e radioterapia. Cinco anos depois, em 2010, Lucineia recebeu novamente o diagnóstico e, mais uma vez, precisou se tratar. 

Com o auxilio do Grupo de Apoio a Pessoas com Câncer, Lucineia diz ter encontrado uma luz no fim do túnel, principalmente apoio emocional. ''Quando recebemos um diagnóstico, nós e a família ficamos muito fragilizados e quando encontrei o Grupo, além de conhecer pessoas que estavam passando pelo mesmo processo, encontrei o apoio para as minhas limitações físicas, mentais e financeiras'', contou. Além disso, Lucineia disse que acompanhando o trabalho da instituição, decidiu fazer faculdade de serviço social. ''Aprendi que a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional", disse. 

De acordo com Instituto Nacional de Câncer (INCA), por razões ainda desconhecidas, o número de casos duplicou nos últimos 25 anos, principalmente entre pessoas com mais de 60 anos. Entretanto, o Inca explica que a doença pode ocorrer em qualquer faixa etária, porém é mais comum entre adolescentes e adultos jovens (15 a 29 anos), adultos (30 a 39 anos) e idosos (75 anos ou mais). Além disso, os homens têm maior propensão a desenvolver o linfoma de Hodgkin do que as mulheres.

Linfoma

Dividido entre dois subtipos, o tumor de Hodgkin e o não-Hodgkin, ele surge no sistema linfático, que faz parte do sistema imunológico, formado por uma rede de vasos e de linfonodos. São as células responsáveis por filtrar substâncias nocivas ao organismo. Quando um linfonodo sofre mutação e torna-se uma célula maligna, com capacidade de crescer e disseminar-se, nasce o câncer.

Setembro Lilás 

O mês de setembro é lembrado pelo Setembro Lilás. Neste domingo (15), é celebrado o Dia Mundial de Conscientização sobre Linfomas. O objetivo da data é discutir o tema com maior profundidade, alertando as pessoas sobre a importância da prevenção, do diagnóstico, sintomas e tratamento da doença.

Fonte: Folha de Vitória

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive