Tipos de Câncer

Câncer de Sítio Primário Desconhecido

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Astellas UICC Libbs GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Outros Medicamentos para Câncer de Sítio Primário Desconhecido

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/02/2014 - Data de atualização: 09/10/2017


Alguns medicamentos que podem ser utilizados para tratamentos do câncer de sítio primário desconhecido são:

  • Bisfosfonatos

Os bisfosfonatos são medicamentos usados para fortalecer e reduzir o risco de fraturas e dores nos ossos por um câncer metastático. Exemplos incluem o pamidronato e o ácido zoledrônico. Eles são administrados por via intravenosa.

Os bisfosfonatos podem ter efeitos colaterais, incluindo sintomas do tipo gripal e dor óssea. Eles também podem conduzir a problemas renais, portanto pacientes com função renal alterada não podem ser tratados com estes medicamentos.

Um efeito colateral raro, mas muito importante dos bisfosfonatos é a osteonecrose. Muitas vezes aparece como uma ferida aberta na mandíbula que não cicatriza. Ela pode levar à perda de dentes ou infecções do osso da mandíbula.

Ainda não se sabe por que isso acontece ou a melhor maneira de tratá-la, além de interromper o uso de bifosfonatos. Manter uma boa higiene bucal com uso de fio dental, escovação e com exames dentários regulares podem ajudar a prevenir a osteonecrose. A maioria dos médicos recomenda que os pacientes com câncer façam acompanhamento odontológico periódico e tratem qualquer problema dentário antes de começar a tomar um bisfosfonato.

  • Denosumabe

O denosumabe é um anticorpo monoclonal usado para reduzir o risco de fraturas e outros problemas causados pela disseminação do câncer para os ossos. É administrado como injeção subcutânea, uma vez por mês.

Os efeitos colaterais incluem baixos níveis séricos de cálcio e fosfato, bem como problemas com o osso maxilar inferior conhecido como osteonecrose da mandíbula. Este medicamento não parece afetar os rins, portanto é seguro para pacientes com problemas renais.

  • Octreotide

Este medicamento está relacionado com a somatostatina, hormônio natural, que parece retardar o crescimento de células neuroendócrinas. Se o tumor libera hormônios na corrente sanguínea, esta droga pode impedir a liberação dos hormônios. Pode também evitar o crescimento do tumor ou reduzi-lo. O octreotide é administrado como injeção por via subcutânea pelo menos duas vezes por dia. A versão recente de ação prolongada é administrada por via intramuscular uma vez por mês. Um medicamento similar, lanreotide, também está disponível, e é administrado como injeção uma vez por mês. Esses medicamentos são utilizados para tratar os tumores receptores de somatostatina.

Fonte: American Cancer Society (27/01/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive