Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Orientações sobre a utilização dos medicamentos

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 18/08/2015 - Data de atualização: 18/08/2015


Ao utilizar um medicamento, infelizmente não tem como estar completamente seguro, pois todo medicamento apresenta risco, mesmo após o registro na ANVISA, que é o órgão da vigilância sanitária responsável por avaliar a eficácia e segurança dos medicamentos. Um medicamento registrado significa que os benefícios dele superaram os riscos que foram conhecidos durante a pesquisa clínica.

Para reduzir os riscos relacionados ao medicamento e obter o melhor benefício que ele possa oferecer, alguns cuidados são necessários.

Aqui você encontrará dicas e informações importantes para utilizar seus medicamentos, quer seja quimioterapia, antibiótico, uma simples dipirona ou qualquer outro medicamento.

O que eu faço se esquecer de tomar meu medicamento?


  • Isso dependerá do tipo de medicamento que você está tomando e do horário que você deveria ter tomado.
  • No caso dos medicamentos tomados 1 vez ao dia é mais fácil, tome assim que lembrar.

No caso dos antibióticos é extremamente importante que não esqueça de tomar e faça nos horários corretos.

Devo informar ao médico todos os medicamentos que faço uso?

Não apenas ao médico, você também pode informar ao enfermeiro e ao farmacêutico. Eles fazem parte da sua equipe de tratamento e levarão essa informação até seu médico. Informe:

  • Todos os medicamentos que usa rotineiramente, por exemplo: medicamento para pressão alta, diabetes, etc.
  • Os medicamentos que costuma tomar eventualmente tais como analgésicos, antiácidos, antigripais, laxativos, etc.

  • É importante informar também sobre os suplementos alimentares, vitaminas, bebidas, chás, café e plantas que costuma utilizar.
  • Fale sobre a quantidade que você ingere diariamente.
  • Isso também vale se estiver fazendo algum tipo de dieta (com pouca gordura, rica em cálcio, etc).

Já tive alergia a um medicamento, mas isso foi à muito tempo. Devo informar?

Sim, deve informar à sua equipe de tratamento.

Alergias a alimentos e corantes também são informações importantes.

Tenho dificuldade em lembrar de tomar medicamento. O que eu faço?

Se você tem dificuldade de lembrar em tomá-lo ou esquece a dose correta, informe sua equipe de tratamento. Eles poderão te auxiliar com soluções práticas, tal como um diário de registro (modelo ao fim da página), porta medicamento ou uso de alarmes.

É importante informar também o seu estilo de vida. Ás vezes é possível simplificar e facilitar o uso do medicamento. Por exemplo, se tomar um medicamento 4 vezes ao dia é um problema, se houver outro medicamento disponível, o médico pode prescrever para tomar uma ou duas vezes por dia.

Tomar a dose errada do medicamento pode causar danos graves!
Não tomar o medicamento também pode fazer muito mal.


Tenho dificuldade em ingerir comprimidos ou cápsulas

Ao informar essa dificuldade, seu médico poderá buscar por um medicamento alternativo.

O farmacêutico também pode verificar se é possível dissolvê-lo ou amassá-lo.

Atenção:

Não corte, amasse ou mastigue os comprimidos e cápsulas sem antes conversar com o profissional da sua equipe de tratamento.




Cápsula

Comprimido


Tenho dificuldade em ler, nem sempre entendo o que está escrito na receita.

Essa é uma dificuldade bastante perigosa, pois pode levá-lo a tomar o medicamento errado ou tomar a dose errada.

Sempre que você adquirir um medicamento solicite que quem estiver te atendendo escreva em letras bem grandes (na caixa do medicamento ou no verso da receita):
  • O nome do medicamento.
  • O modo que deve ser tomado.

Você também pode solicitar que escrevam no diário de registro (disponível no fim da página).

Tomar o medicamento errado pode causar danos graves!
Lembre-se: tome exatamente a dose do medicamento prescrito.
O que diferencia um medicamento do veneno é apenas a dose.


Ao comprar um medicamento, retirá-lo na farmácia da unidade de saúde, clínica ou hospital, esteja sempre atento se as informações abaixo foram fornecidas verbalmente e por escrito:

  • Como utilizar o medicamento.
  • Quando (horários) e durante quanto tempo (dias) devo tomá-lo.
  • Qual a quantidade (dose) que deve tomar a cada horário.
  • Se deve tomar com água, com alimento, ou em jejum.
  • Qual efeito é esperado e em quanto tempo você perceberá o efeito.

Sempre solicite as informações por escrito!


Dicas importantes:

  • Alguns medicamentos exercem seu efeito imediatamente, em poucos minutos (10 a 45 minutos) como é o caso do paracetamol e da dipirona, utilizados para tratar dor e febre. Outros demoram alguns dias, como é o caso do antibiótico. Seu efeito às vezes só é percebido após 2 dias de uso. E ainda tem aqueles que demoram semanas, como é o caso de alguns antidepressivos. Por isso é importante perguntar: "Quanto tempo demora para eu sentir os efeitos do meu medicamento?” Assim você saberá se ele está fazendo efeito (ou não) e procurará pelo médico no momento correto.
  • Para evitar erro com seu medicamento: Organize-os, mantenha-os em suas embalagens originais, com identificação (nome) e a validade devem estar sempre bem visíveis.
  • Para não esquecer de tomar seu medicamento programe o despertador do celular ou eletrônico para tocar no horário.
  • Se você estiver em tratamento com quimioterapia e apresentar febre, não utilize medicamento para diminuir a temperatura sem primeiro comunicar seu médico.

Você sabia que o farmacêutico pode ajudá-lo a entender as informações do seu tratamento? Com esse profissional você pode conversar sobre os efeitos colaterais e verificar as interações medicamentosas que podem prejudicar seu tratamento.

Para as mamães e papais de crianças com câncer, além de todas as orientações acima, considere também:

  • Ao obter um medicamento líquido se certifique que está recebendo uma unidade de medida para tomá-lo, por exemplo, o copo medida, seringa ou conta-gotas.
  • Se o medicamento estiver sem essa unidade de medida, solicite-a ao profissional que estiver entregando o medicamento a você.
  • Evite utilizar colher de talher, existe uma grande variação no volume de líquido entre as colheres domésticas e isso pode oferecer risco durante tratamento.
  • Quando estiver utilizando medicamento líquido em suspensão, como o Bactrim® e outros antibióticos, sempre agite bem o frasco para o pó que ficou depositado no fundo do frasco se misture bem com o líquido.

Paciente, aqui você tem um modelo de registro do seu tratamento. Em cada linha você escreve as informações de um medicamento:

Nome do medicamento
Para que serve?
Quem prescreveu?
Como tomá-lo? (quantidade)
Quantas vezes por dia?
Cor do comprimido













Se preferir faça download da nossa tabela de Registro de Medicamentos.

Como essa tabela pode te ajudar? Se você toma mais de um medicamento, fica mais fácil diferencia-lo por nome, cor e quantidade.

Fontes:

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive