Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Oncoguia solicita audiência pública para debater quimio oral

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 24/08/2020 - Data de atualização: 24/08/2020


O que houve?

Em junho de 2020, o Plenário do Senado Federal aprovou o Projeto de Lei (PL) n° 6.330/19, de autoria do senador Reguffe (Podemos-DF), que pretende garantir a cobertura pelos planos de saúde de todos os antineoplásicos orais de uso domiciliar registrados na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), eliminando, assim, a etapa de avaliação quanto à cobertura desses tratamentos pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O PL encontra-se na Câmara dos Deputados aguardando deliberação.

Desde que foi apresentado, o PL movimentou uma importante discussão no âmbito da ANS, até então negligenciada, sobre a necessidade de realizar ajustes no atual processo de atualização do rol de cobertura obrigatória, sobretudo para garantir maior celeridade na avaliação de medicamentos oncológicos.

No último dia 14 de agosto, a ANS realizou uma reunião com os membros da Câmara de Saúde Suplementar, com a participação do Instituto Oncoguia, para apresentar suas preocupações em relação ao PL nº 6330/19 e coletar possíveis sugestões de aprimoramento no seu texto para posterior encaminhamento à Câmara dos Deputados.

Na reunião, houve consenso em relação a dois pontos:

  1. é preciso criar um fluxo mais ágil para a atualização do rol em relação aos antineoplásicos orais de uso domiciliar (consideramos que o mesmo se aplica a cobertura de tratamentos medicamentosos para outras patologias); e

  2. não se pode desprezar a importância da avaliação (ATS - avaliação da tecnologia em saúde), pós registro na ANVISA, dos impactos clínicos, sociais e econômicos das tecnologias em saúde, levando em consideração aspectos como eficácia, efetividade, segurança, custos, entre outros.

Enquanto aguarda pela ANS, o Instituto Oncoguia encaminhou ofício à relatora do PL nº 6.330/19, deputada Silvia Cristina (PDT-RO), sugerindo a realização de audiência pública, para que os parlamentares possam conhecer com mais detalhes a perspectiva de todos os grupos de interesse, buscando, assim, alcançar, de forma alinhada com a ANS, uma solução que garanta ao paciente com câncer beneficiário de plano de saúde o acesso justo, igualitário e sustentável aos antineoplásicos orais de uso domiciliar.

E agora?

O pedido de audiência pública será analisado pela Deputada para que assim possa ser realizada.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive