Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Oncoguia ratifica SBOC em consulta sobre cabozantinibe

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/09/2020 - Data de atualização: 15/09/2020


O que houve?

No mês de setembro foi aberta a Consulta Pública MS-SCTIE nº 44/20 para manifestação da sociedade civil a respeito da recomendação da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no Sistema Único de Saúde (CONITEC) relativa à proposta de incorporação do cabozantinibe para tratamento de primeira linha de pacientes adultos com câncer de células renais avançado, apresentada pela Beaufour Ipsen Farmacêutica Ltda, ocasião em que a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), referência nacional sobre a matéria escopo desta consulta, manifestou-se sobre a proposta e disponibilizou seu posicionamento ao Oncoguia.

O comitê científico do Instituto Oncoguia, após apreciar o relatório apresentado pela Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica sobre o tema em discussão, ratificou seu posicionamento, considerando que tal documento aborda as melhores práticas e evidências clínicas para o tratamento analisado.

No que tange aos aspectos econômicos e orçamentários, o Oncoguia considerou que a própria Conitec reconheceu, na ocasião da análise crítica (89ª Reunião), que existem evidências de que o cabozantinibe reduziu a taxa de progressão da doença ou morte em 34% quando comparado com o sunitinibe, tecnologia já disponível no SUS, e que o principal motivo pela recomendação de não incorporação relaciona-se à elevada razão de custo-efetividade incremental. 

Sendo assim, o Instituto Oncoguia aproveitou a oportunidade para solicitar, igualmente à SBOC, a realização de uma audiência pública, salientando que essa ferramenta de participação social é uma oportunidade em que vários grupos de interesse, incluindo o detentor do registro do produto, áreas técnicas e logísticas do Ministério da Saúde, associações de pacientes e comunidade médica, poderão aprofundar a discussão e estimular a formatação de algum modelo de negociação que torne viável e recomendável a incorporação do produto ao SUS.

Por fim, o Instituto Oncoguia reiterou que a realização de audiência pública ganha ainda mais relevância, uma vez que poderá ser extremamente útil para solucionar o problema da indisponibilidade de duas tecnologias já incorporadas ao SUS em 2018 para a mesma indicação (sunitinibe e pazopanibe). Isso porque, a eventual incorporação do cabozantinibe, deverá seguir o mesmo modelo de aquisição das outras duas tecnologias citadas.

E agora?

As contribuições recebidas por meio desta Consulta Pública serão analisadas pela CONITEC que, posteriormente, publicará relatório contendo sua recomendação final.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive