Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Oncoguia apoia Sobest em consulta pública sobre ostomizados

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 27/08/2019 - Data de atualização: 27/08/2019


O que houve?

No último dia 23/08, o Instituto Oncoguia enviou suas contribuições para o Ministério da Saúde, referente à Consulta Pública MS-SAES nº 5/19 que coletou contribuições da sociedade relativa ao aperfeiçoamento do  Guia de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomia, apresentada pela Secretaria de Atenção Especializada em Saúde SAES/MS.

O Oncoguia ratificou o posicionamento da Associação Brasileira de Estomaterapia, referência nacional no tema escopo da presente Consulta Pública. Confira abaixo a íntegra da contribuição:

“O Instituto Oncoguia, vem, por meio deste, ratificar o posicionamento firmado pela SOBEST - Associação Brasileira de Estomaterapia, na Consulta Pública  n° 05/19 - sobre o Guia de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomia, da Secretaria de Atenção Especializada à Saúde do Ministério da Saúde - SAES/MS.

Assim como a referida associação, referência nacional no tema em apreço, o Oncoguia considera a elaboração deste documento  uma importante ação do Ministério da Saúde, no sentido de contribuir para padronizar e melhorar a assistência às pessoas com estomias, orientando os profissionais de saúde a seguirem diretrizes específicas. 

Abaixo ratificamos o compilado dos principais pontos objeto de sugestões, realizados pela SOBEST:

 • Foram encontrados erros de português e gramática no decorrer do texto, sendo necessária uma revisão gramatical da língua portuguesa. Além disso, o texto apresenta uso de abreviaturas sem prévia explicação do termo utilizado. 

• Considerando que o enfermeiro estomaterapeuta é o enfermeiro especialista no cuidado da pessoa com estomia sugere-se a inclusão das competências do enfermeiro estomaterapeuta para o cuidado da pessoa com cada tipo de estomia, além da inclusão do papel dos diferentes profissionais da equipe de saúde, incluindo o enfermeiro generalista e/ou da atenção básica. 

• Substituição do o termo "SONDA" pelo termo “TUBO” ou "CATETER", de acordo com o produto referendado, já que na terminologia em saúde não mais preconiza o uso de SONDA.  

• Sugerimos substituir o termo "DISPOSITIVO" pelo termo "EQUIPAMENTO". 

• Substituição do termo "DELIRIUM" pelo termo "DELÍRIO". 

• Substituição do termo "SECREÇÃO PERIESTOMIA " pelo termo "EXSUDATO". 

• Substituição da expressão "REVERSÃO DA ESTOMIA" pela expressão "RECONSTRUÇÃO DO TRÂNSITO INTESTINAL". 

• Observou-se que muitas das referências bibliográficas tem data superior a dez anos, o que pode sugerir dados ultrapassados. Existem materiais e recomendações de órgãos internacionais mais novos. Sugere-se o uso preferencial de publicações com no máximo 5 (cinco) anos. 

•  As referências são todas nacionais, o que restringe a validade do documento.

• Muitas das referências bibliográficas apresentam erros de formatação dentro da norma ABNT.

• O item 4.2 - Cuidados gerais e processo de reabilitação não aborda conteúdo sobre autocuidado, autonomia e independência do paciente, aspectos fundamentais para o processo de reabilitação da pessoa com estomia.

• Falta de conteúdo sobre a irrigação intestinal, assunto pouco explorado e merecedor de maior destaque, pois é fundamental para o controle intestinal e consequentemente favorece o processo de reabilitação da pessoa com estomia, quando indicada. 

• No tema traqueostomia há a falta de identificação dos produtos, dos diferentes tipos de cânulas, materiais e modelos, além da técnica para substituição destes materiais. Os cuidados de enfermagem estão incompletos, restringindo-se apenas ao uso de gazes e cadarço. Não foram apresentadas as indicações para traqueostomia em pessoas adultas e situações oncológicas. 

• Sobre as estomias de eliminação não há referência aos cuidados relacionados às complicações, assim como não apresenta o uso adequado dos equipamentos e adjuvantes; não fala sobre a demarcação pré-operatória da estomia e sua importância. Por fim, não aborda a indicação e uso das cintas pós cirúrgicas e suas indicações.  

• Sugere-se usar ilustrações, de modo a enriquecer o documento.

 

E agora?

A Coordenação Geral de Saúde da Pessoa com Deficiência do Departamento de Atenção Especializada e Temática (CGSPD/DAET/SAES/MS) coordenará a avaliação das proposições apresentadas e a elaboração da versão final consolidada do Guia de Atenção à Saúde da Pessoa com Estomia para fins de posterior aprovação e publicação, com vigência em todo o território nacional.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive