Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Bayer Janssen MSD Takeda Astellas UICC Libbs Abbvie Ipsen Sanofi Daiichi Sankyo GSK Avon Nestlé Servier Viatris


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Oncoguia aciona Ministério Público sobre OncoBCG

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 30/05/2022 - Data de atualização: 30/05/2022


Desde 2011, acontecem problemas recorrentes na produção da Imuno BCG pela Fundação Ataulpho de Paiva (FAP). 
Por ser a única fabricante do medicamento no país, os pacientes oncológicos ficam à mercê das irregularidades da Fundação, que nos últimos anos constantemente tem suas atividades suspensas pela Anvisa para adequação da produção às boas práticas. 
Nesse sentido, tomamos conhecimento de que a Fundação teve sua licença suspensa por tempo indeterminado para a  produção do medicamento Imuno BCG em dezembro de 2021. Como já temos relatado, a suspensão foi uma medida tomada pela Anvisa por terem sido constatadas várias irregularidades na fabricação do insumo. Diante deste cenário, o Oncoguia enviou ao Ministério Público de São Paulo a notícia de fato que relata a atual situação do problema.

O que é uma Notícia de Fato?

A Notícia de Fato é qualquer demanda (notícias, documentos, requerimentos ou representações) dirigida ao Ministério Público, submetida à apreciação das Procuradorias e Promotorias de Justiça, conforme as atribuições das respectivas áreas de atuação.
O Ministério Público, verificando que o fato requer apuração ou acompanhamento, instaura procedimento administrativo próprio, destinado neste caso, a acompanhar e fiscalizar, de forma continuada, as políticas públicas concernentes ao tema e as instituições envolvidas.

Requerimento do Oncoguia

Além de relatar a atual situação do problema ao MP, o Oncoguia requereu deste órgão a análise do caso para que sejam adotadas as devidas medidas administrativas e/ou judiciais para resolução desta questão no país.
Tendo em vista a recorrência deste problema desde que a produção da Imuno BCG foi transferida do Instituto Butantã para a Fundação Ataulpho de Paiva (FAP), propomos também à procuradoria uma apuração sobre a legalidade da transição da produção entre as instituições, bem como o acompanhamento próximo do Ministério Público a respeito das condições devidas para a fabricação do insumo, uma vez que a sociedade que necessita do tratamento vem sendo prejudicada por esta situação.

Conteúdo produzido pela equipe do Instituto Oncoguia. 
 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive