Tipos de Câncer

Tumores Cerebrais / Sistema Nervoso Central em Crianças


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

O Sistema Nervoso Central

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 13/09/2013 - Data de atualização: 05/06/2017


O cérebro é o centro do pensamento, sentimento, memória, fala, visão, audição, movimento, entre outros. A medula espinhal e os nervos cranianos transmitem sinais entre o cérebro e o corpo. Esses sinais chegam aos músculos, aos sentidos e coordenam as funções dos órgãos internos.

O cérebro é protegido pelo crânio. Da mesma forma, a medula espinal é protegida pelas vértebras da coluna vertebral. O cérebro e a medula espinhal são cercados e protegidos pelo líquido cefalorraquidiano (LCR).  O LCR contém basicamente água e proteínas, açúcar (glicose), glóbulos brancos e hormônios. Este líquido é produzido pelo plexo coroide, que está localizado nos ventrículos. Tanto os ventrículos, como os espaços em torno do cérebro e da medula espinhal são preenchidos com LCR.

Estruturas do Sistema Nervoso Central



As principais áreas do sistema nervoso incluem o cérebro, cerebelo e tronco cerebral. Cada uma destas partes tem uma função especial.

Cérebro.  O cérebro é o centro de controle do corpo enviando mensagens ao longo das fibras nervosas. O cérebro é dividido em duas metades, os hemisférios cerebrais direito e esquerdo. Os hemisférios cerebrais controlam o movimento, o pensamento, a memória, as emoções, os sentidos e a fala. Cada hemisfério é dividido em quatro áreas:
  • Lobo frontal. Controla a personalidade, pensamento, memória e comportamento. Na parte posterior do lobo frontal está a área que controla o movimento e o sentimento. Um tumor localizado no lóbulo frontal pode afetar a visão ou o olfato.
  • Lobo temporal. Encarregado do gerenciamento da memória, audição, visão e as emoções. Um tumor localizado nessa área pode causar sensações estranhas ou de já ter passado por aquilo antes.
  • Lobo parietal. Está essencialmente relacionado com a linguagem. Um tumor localizado nessa região pode afetar a fala, a leitura, a escrita e a compreensão das palavras.
  • Lobo occipital. É o centro visual do cérebro. Um tumor cerebral nessa área pode causar problemas de visão.

Cerebelo.  O cerebelo está localizado abaixo e na parte posterior do cérebro. O cerebelo mantém o equilíbrio e a postura, controla o tônus muscular e os movimentos voluntários. Lesões em sua estrutura podem levar à incoordenação dos movimentos, perda do equilíbrio, diminuição do tônus da musculatura esquelética, problemas de deglutição ou sincronização dos movimentos oculares, e alteração do ritmo da fala.

Tronco Cerebral. O tronco cerebral ou tronco encefálico está situado entre a medula espinhal e o cérebro. É a área do sistema nervoso responsável pelo controle da pressão arterial, deglutição, respiração e batimentos cardíacos. O tronco cerebral possui três porções: o bulbo raquidiano, a ponte (protuberância) e o mesencéfalo. É no tronco encefálico que se encontra fixo o cerebelo. Tumores nesta região podem causar fraqueza, visão dupla, rigidez muscular, ou problemas com a sensação, movimento dos olhos, audição, movimento facial, coordenação dos pés ou deglutição.

Medula Espinhal. A medula espinhal está composta por todas as fibras nervosas que descem desde o cérebro. O centro da medula espinhal é preenchido pelo líquido cefalorraquidiano. É muito raro um tumor iniciar na medula espinhal. Alguns tipos de tumor cerebral podem apresentar metástase à medula espinhal. O tumor na medula espinhal pressiona os nervos e pode causar diferentes sintomas dependendo de sua localização que incluem fraqueza, paralisia ou dormência.



Nervos Cranianos. Os nervos cranianos se conectam com o encéfalo. A maioria liga-se ao tronco encefálico, exceto os nervos olfatório e óptico, que se ligam respectivamente ao telencéfalo e ao diencéfalo. As fibras dos nervos cranianos podem ser classificadas em aferentes e eferentes. Os dois tipos de fibras (aferentes e eferentes) são divididas em somáticas e viscerais que podem ser gerais ou específicas. Os tumores que começam nos nervos cranianos podem causar problemas de visão, problemas de deglutição, perda de audição, paralisia facial, dormência ou dor.

Fonte: American Cancer Society (21/01/2016)

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive