Especial

Qualidade de vida


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

O Fonoaudiólogo e o Câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 23/09/2015 - Data de atualização: 23/09/2015


O tratamento do paciente oncológico não está limitado ao paciente e ao médico, mas a uma equipe multidisciplinar que atua em conjunto visando em todos os casos a qualidade de vida do paciente.

Uma parte muito importante dessa equipe multidisciplinar é o fonoaudiólogo, profissional que durante os últimos anos vem desenvolvendo uma atuação relevante no tratamento do paciente com câncer.

O fonoaudiólogo desenvolve seu trabalho sobre tudo em pacientes com câncer de cabeça e pescoço que necessitam do profissional para reapreender a falar após o tratamento, portanto o fonoaudiólogo trata dos problemas da fala, trabalhando em conjunto com cirurgiões oncológicos e de cabeça e pescoço e oncologistas clínicos, mas, não está limitado a essa atuação já que o câncer de cabeça e pescoço pode provocar alterações não somente na fala, senão também, na voz, na mastigação e na deglutição, decorrentes da própria doença ou dos procedimentos e tratamentos que o paciente recebeu.

O fonoaudiólogo, portanto, atua em três etapas distintas do tratamento:

  • No pré-operatório - O fonoaudiólogo fornece ao paciente e a seus familiares todas as informações sobre as dificuldades de fala, voz e alimentação que podem decorrer do tratamento e sobre o processo de reabilitação fonoaudiológica propriamente dito.  

  • No pós-operatório - O fonoaudiólogo trabalhando em conjunto com o cirurgião oncológico e de cabeça e pescoço coleta informações sobre os procedimentos realizados durante a cirurgia. Está fase é de suma importância já que irá criar um elo entre o terapeuta e o paciente, fazendo que o fonoaudiólogo reforce as informações ministradas no pré-operatório, ressaltando que esse período é transitório e sobre o que será feito com as eventuais mudanças que ocorreram após a cirurgia, além de ressaltar que o interesse da equipe médica é pela qualidade de vida futura do paciente.

  • Na reabilitação fonoaudiológica - Que consiste na avaliação, exame e a fonoterapia, que de forma geral se inicia após a alta hospitalar. Durante a reabilitação o interesse do trabalho fonoaudiológico está centrado na deglutição e na comunicação do paciente, para isso, é realizada uma avaliação fonoaudiológica para identificar e diagnosticar as possíveis alterações decorrentes da doença e seu tratamento, definindo posteriormente a conduta terapêutica mais adequada para o caso.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive