Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

O bloco de parafina é seu! Você sabia?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 19/12/2019 - Data de atualização: 19/12/2019


Josefa Martim de Souza procurou o Oncoguia após precisar de uma revisão das lâminas da biópsia de um nódulo mamário e não conseguir ter acesso ao seu material.

Josefa notou há algum tempo um caroço na mama e ficou preocupada. Ela procurou um médico da Clínica da Família, no Rio de Janeiro, que olhou os resultados de sua mamografia e disse que não era nada. Ainda incomodada com o sinal, Josefa procurou uma segunda opinião médica. Dessa vez, o especialista solicitou a realização de uma ultrassonografia e de uma biópsia do nódulo. Após a biópsia, a médica já encaminhou ao INCA (Instituto Nacional de Câncer).

“Há muitos anos eu acompanho um cisto sebáceo benigno, então quando apareceu esse outro carocinho, já fui logo procurar um médico. Mas não fiquei satisfeita com o resultado, continuei preocupada e fui atrás de outra opinião”, conta.

No INCA, o oncologista que atendeu Josefa solicitou uma revisão de lâmina. Ela então foi ao laboratório que havia realizado sua análise patológica para obter o material coletado – um direito de todo paciente – porém não conseguiu. A primeira vez que solicitou a lâmina foi em 14 de outubro. “Passei um mês pedindo o material para o laboratório, mas eles não me entregavam e nem justificaram o motivo pelo qual não queriam me entregar. Depois de um mês, minha filha encontrou o Oncoguia na internet e liguei para pedir orientação de vocês.”

Orientando sobre os direitos do paciente

Ao falar com a especialista de atendimento do nosso canal Ligue Câncer, Shirlei Guerini, Josefa foi orientada a enviar um e-mail para a ouvidoria do laboratório exigindo um posicionamento sobre o problema e a entrega do bloco de parafina para a revisão da lâmina o quanto antes. “Falei com a Shirlei dia 14/11, minha filha mandou o e-mail para o laboratório no dia 18 e no mesmo dia ligaram dizendo que podíamos ir buscar meu material que já estava separado para retirar”, relata.

No dia 19 de novembro, Josefa levou a lâmina para o INCA realizar a revisão do material coletado. Em 13 de dezembro, ela iniciou a quimioterapia para tratar o tumor.

“Não sei porque estavam impedindo o meu acesso à lâmina, mas, graças à orientação de vocês, consegui levar para o INCA e vão poder andar com o meu caso. Sou muito grata à atenção e orientação do Oncoguia que me explicou sobre os meus direitos e me ajudou a resolver esse problema”, finaliza Josefa.

E você, sabia que o acesso ao seu material colhido (bloco de parafina e lâminas), assim como uma cópia de todos os documentos relacionados ao seu prontuário também são seus direitos? Se não, acesse nosso portal oncoguia.org.br ou entre em contato pelo canal Ligue Câncer pelo 0800 773 1666. Conheça os seus direitos, seja um paciente ativo e responsável (PAR). 
 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive