Câncer de Pele de Células de Merkel


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Novidades no Tratamento do Câncer de Pele de Células de Merkel

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/08/2015 - Data de atualização: 28/01/2019


Apesar do câncer de pele de células de Merkel ser raro estão em desenvolvimento em diversos centros médicos no mundo inteiro, pesquisas, promovendo grandes avanços em prevenção, detecção precoce e tratamentos:

  • Causas

Os pesquisadores estão adquirindo mais conhecimentos sobre o poliomavírus de células de Merkel, encontrado na maioria dos cânceres de pele de células de Merkel. Mas, ainda não está claro como os danos provocados pela luz ultravioleta, a infecção com o poliomavírus e alterações no sistema imunológico do corpo interagem levando ao câncer.  

  • Prevenção e Detecção Precoce

A maioria dos cânceres de pele, incluindo muitos cânceres de pele de células de Merkel, pode ser prevenida. A melhor maneira de reduzir o número de cânceres de pele é educar o público, especialmente os pais, sobre sinais de alerta e fatores de risco para câncer de pele.

Muitas vezes, se o câncer de pele de células de Merkel for diagnosticado em estágio inicial, pode ter mais chances de cura. O autoexame regular da pele e uma maior consciência dos sinais e sintomas de doenças como o câncer podem ser úteis para um diagnóstico precoce da doença quando a possibilidade de cura é maior.

  • Imunoterapia

A imunoterapia faz com que as células cancerosas ataquem o sistema imunológico do corpo de forma mais eficaz. Os pesquisadores estão esperançosos que esta abordagem possa ser útil contra o câncer de pele de células de Merkel, especialmente porque esse tipo de câncer parece estar ligado à infecção com poliomavírus.

Terapia com células T autólogas. Nessa abordagem, células imunológicas denominadas células T são removidas do sangue do paciente e, em laboratório, são expostas ao poliomavírus de células de Merkel, junto com produtos químicos para ativar as células do sistema imunológico. Em seguida as células são infundidas de volta ao paciente. A esperança é que estas células procurem e ataquem as células do câncer de pele de células de Merkel no organismo. Esta abordagem ainda está em fase inicial de estudos.

  • Hormonioterapia

O câncer de pele de células de Merkel é um tipo de tumor neuroendócrino, o que significa que as suas células partilham características com as que normalmente produzem os hormônios no organismo. Atualmente, os pesquisadores estão estudando se medicamentos hormonais poderiam ser úteis contra o câncer de pele de células de Merkel. Um exemplo é a lanreotida, que faz parte de um grupo de medicamentos denominados análogos da somatostatina.

  • Terapia alvo

As terapias alvo podem algum dia serem úteis no tratamento do câncer de pele de células de Merkel. Os medicamentos específicos atacam partes das células cancerosas que as tornam diferentes das células normais. Cada tipo de terapia alvo funciona de forma diferente, alterando a forma como uma célula cancerígenas cresce, divide, se repara ou interage com outras células. Os medicamentos alvo já são usados ​​no tratamento de alguns tipos de câncer, e alguns já estão sendo estudados para uso contra o câncer de pele de células de Merkel.

  • Outros tratamentos

Os pesquisadores estão avaliando combinações de tratamento que possam ser usadas contra o câncer de células de Merkel que já não respondam aos tratamentos convencionais. No momento, as áreas de pesquisas ativas incluem novas combinações de medicamentos e novas maneiras de usar a radioterapia junto com quimioterapia e/ou imunoterapia.

Fonte: American Cancer Society (09/10/2018)

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive