Tipos de Câncer

Câncer de Cavidade Nasal e Seios Paranasais


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Novidades no Tratamento do Câncer de Cavidade Nasal e Seios Paranasais

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 29/10/2015 - Data de atualização: 18/01/2017


Muitas pesquisas sobre câncer de cavidade nasal e seios paranasais estão em desenvolvimento em diversos centros médicos no mundo inteiro, promovendo grandes avanços em prevenção, detecção precoce e tratamentos:

  • Alterações Genéticas

Não são conhecidas tendências hereditárias para o câncer de cavidade nasal e seios paranasais, mas os pesquisadores estão encontrando algumas alterações nos genes destes tipos de tumores que ocorrem durante a vida do paciente. Estas alterações transformam as células normais em células cancerosas.

O entendimento destas mudanças genéticas pode ajudar no desenvolvimento de melhores métodos de diagnóstico da doença, bem como tratamentos mais eficazes com menos efeitos colaterais do que os atualmente disponíveis.

Por exemplo, os pesquisadores descobriram que muitos tumores de cabeça e pescoço têm alterações no gene supressor de tumor p53. Essas alterações levam a mutações adicionais de outros genes que tornam as células mais propensas a se desenvolverem e se disseminarem. Os pesquisadores estão avaliando várias terapias genéticas que tem como alvo esse gene.

  • Cirurgia

Os pesquisadores estão buscando novas formas e técnicas para a retirada deste tipo de tumores, de modo a preservar o máximo possível do tecido normal. Um exemplo é a cirurgia endoscópica, onde certos tumores podem ser retirados com auxílio de instrumentos introduzidos pelas narinas. Essa técnica pode ser útil apenas para determinados tumores, caso possa ser utilizada, reduz de forma significativa alguns efeitos colaterais.

  • Radioterapia

Os cientistas estão sempre pesquisando novas maneiras de administração da radioterapia com mais precisão diretamente nos tumores para reduzir os efeitos colaterais nas áreas adjacentes. Isto é especialmente importante para os tumores da cavidade nasal e seios paranasais, onde muitas vezes existem estruturas importantes próximas ao tumor devem ser preservadas.

Alguns ensaios clínicos estão avaliando maneiras de administrar a radioterapia de modo mais eficaz utilizando radiosensibilizadores. Essas medicações tornam as células cancerígenas mais sensíveis à radioterapia. Outros estudos estão testando agentes radioprotetores, que protegem as células normais de danos por radiação e, assim, reduzem os efeitos colaterais da radioterapia. A redução dos efeitos colaterais melhora a qualidade de vida dos pacientes, bem como os ajuda a tolerar doses mais altas de radiação que podem destruir mais células cancerosas.

  • Terapia Alvo

Alguns ensaios clínicos estão estudando várias terapias alvo, que bloqueiam a ação de determinadas substâncias, como os fatores de crescimento e receptores do fator de crescimento, que agem no desenvolvimento e disseminação dos tumores de cabeça e pescoço. Estes medicamentos em estudo incluem o erlotinibe, sunitinibe, sorafenibe, lapatinibe e nimotuzumabe. Muitos estudos estão avaliando combinações de terapia alvo com químio ou radioterapia.

Como os tumores de cavidade nasal e seios paranasais são raros, quase todos estes ensaios clínicos também incluem pacientes com outros tipos de câncer de cabeça e pescoço. Embora esses estudos não sejam específicos para o câncer de cavidade nasal e seios paranasais, os pesquisadores serão capazes de aplicar seus resultados para a escolha dos tratamentos de pacientes com tumores de cavidade nasal e seios paranasais.

Fonte: American Cancer Society (08/08/2016)

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive