Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Mulher com dano cerebral comove ao doar cabelo em São Carlos: 'ato de amor', diz

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 02/05/2018 - Data de atualização: 02/05/2018


Nem mesmo a dificuldade de locomoção impediu Claudia Tereza Lavandoski, de 38 anos, de ir até a Rede Feminina de Combate ao Câncer, em São Carlos (SP), realizar o sonho de fazer o bem. Ela decidiu doar mais de 40 centímetros de cabelo para a confecção de perucas para pessoas com câncer em tratamento com quimioterapia.

A entrega de duas mechas grandes - uma ela guardava há anos e a outra foi cortada recentemente - comoveu quem presenciou a entrega, feita nesta semana, e o exemplo iniciou uma onda de solidariedade .

'Um ato de amor ao próximo, carinho e muita felicidade', disse Claudinha.

Claudinha tem ataxia hereditária, um transtorno neurológico que afeta uma parte do cérebro e, por isso, não tem controle sobre a coordenação dos movimentos, o que causa dificuldade para andar, falar e engolir.

Com um sorriso no rosto e um novo penteado, Claudinha foi até a Rede Feminina com a pedagoga Isabel Cristina Ranieri e a psicopedagoga Danielle Gomes, ambas da Associação de Capacitação, Orientação e Desenvolvimento do Excepcional (Acorde), que atende pessoas com pessoas com deficiências físicas e intelectuais desde 1988. Atualmente, o local atende 64 alunos e conta com ajuda de doações e voluntários.

Admiração

Foi Isabel quem falou da Rede Feminina para Claudinha. Ela conta que ficou surpresa com o desejo da aluna. "Eu fiquei meio passada. Isso é muito gratificante pra nós, porque a gente não espera ouvir isso deles. Acho que qualquer outro ali não pensaria nisso, talvez jogasse fora", disse. "A pessoa que vai receber uma peruca dessa, você não sabe a condição financeira dela. Ninguém é tão pobre que não possa doar e ninguém é tão rico que não possa receber", completou.

A atitude de Claudinha, tocou Danielle, que irá levar o cabelo da sobrinha, que está guardado, até a rede. Ela acredita que a ação pode desencadear uma corrente de solidariedade. "A atitude dela é um exemplo para outros doarem seus cabelos, compartilharem com os amigos e familiares a importância da gente se colocar no lugar do outro", disse.

Desejo



Durante a entrega na rede, Claudinha revelou que esse era um antigo desejo, despertado ao ver uma menina doando o cabelo em um programa de TV.

Em 2007, quando estava com o o cabelo abaixo da cintura, ela já tinha cortado acima do ombro e guardou a mecha sem saber para quem doar.

Somente ao cortar o cabelo novamente, é que ela contou para as professoras o seu desejo de ajudar.

'Eu queria fazer alguém que não tinha cabelo feliz ,de coração. Perguntei onde poderia doar e as professoras me falaram da rede. Na mesma semana revirei minha casa procurando o cabelo que tinha guardado', contou Claudinha.

Sobre o novo visual, ela diz que gostou bastante e ganhou até uma touca da rede para colocar em cima das "marias chiquinhas”. "Agora eu gostei muito mais, eu posso lavar o cabelo sozinha”, disse.

Doações de cabelo

A Rede Feminina de Combate ao Câncer aceita doações de vários tamanhos de cabelo. O material pode ser levado na sede em São Carlos, que fica na Rua Dr. Serafim Viêira de Almeida, 335, no Jardim Paraíso. O atendimento ocorre de segunda a quinta-feira, das 13h às 17h.

A rede junta o material doado e envia para uma peruqueira em São Paulo, que confecciona perucas e envia de volta para a organização. As pacientes cadastradas podem retirar as perucas gratuitamente. Na última leva recebida, no início deste ano, a rede recebeu 53 perucas.

Fonte: G1 São Carlos e Araraquara

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive