Tipos de Câncer

Câncer de Estômago

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Mudanças no Estilo de Vida após o Câncer de Estômago

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 24/05/2014 - Data de atualização: 30/08/2017


Você não pode mudar o fato de você ter tido câncer de estômago, mas pode mudar o seu modo de vida. Faça escolhas saudáveis, sinta-se bem, reveja seus objetivos, encare a vida de uma nova forma.

Faça Escolhas Saudáveis


O diagnóstico de câncer de estômago faz com que a maioria dos pacientes passe a ver a vida sob outra perspectiva. Muitos começam a se preocupar com a saúde, tentam alimentar-se melhor, levar uma vida menos sedentária, tentam maneirar no álcool ou param de fumar. Não se estresse com pequenas coisas. É o momento de reavaliar a vida e fazer mudanças. Se preocupe com sua saúde.

  • Alimente-se Bem

Comer bem pode ser difícil para qualquer pessoa, mas pode ser ainda mais difícil durante e após o tratamento do câncer de estômago. Tente não se preocupar com a mudança no paladar ou a possível perda de peso devido ao tratamento.

Durante o Tratamento. Se você está perdendo peso ou tem dificuldade para comer nesse período, faça o melhor que puder. Coma o que lhe agrada, o que conseguir e quando conseguir. Você pode determinar que nessa fase o melhor é fazer pequenas refeições a cada 2 a 3 horas até se sentir melhor. Este não é o momento para restringir sua dieta. Tenha em mente que estes problemas geralmente melhoram com o tempo. Você poderá ser encaminhado a um nutricionista que pode sugerir algumas opções sobre como combater alguns dos efeitos colaterais do tratamento.

Após o Tratamento. Se parte ou todo o estômago foi retirado, você pode precisar fazer pequenas refeições várias vezes ao dia. Se você tem dificuldades para se alimentar, procure mudar seus hábitos alimentares. Coma menos e mais vezes por dia. As coisas tendem a melhorar com o tempo. Se você sentir necessidade, procure um nutricionista.

Alguns pacientes apresentam náuseas, diarreia, sudorese e calores após as refeições, o que é conhecido como síndrome de Dumping. Quando a totalidade ou parte do estômago é removido, o alimento digerido passa rapidamente para o intestino, levando a estes sintomas. Entretanto, melhoram com o tempo.

Alguns pacientes podem precisar de suplementos nutricionais para garantir que estão recebendo a nutrição necessária. Outros precisam usar uma sonda de alimentação para ajudar a impedir a perda de peso e melhorar a nutrição.

Uma das melhores coisas a se fazer agora é reorganizar seus hábitos alimentares. Opte por alimentos mais saudáveis e tente manter um peso adequado. Você se surpreenderá com os benefícios que isso irá lhe trazer.

  • Exercícios, Cansaço e Repouso

A sensação de estar sempre cansado pode ser comum após o tratamento. Porém é um tipo de cansaço diferente, que não melhora após um período de descanso. É uma espécie de fadiga e uma das maneiras de reduzir essa sensação é justamente buscar se exercitar, mesmo sendo difícil. Comece aos poucos, no seu ritmo, e vá aumentando os exercícios conforme vá se sentindo com mais disposição. Converse com seu médico sobre o melhor momento para iniciar a prática de exercícios, pode também consultar com um fisioterapeuta especializado que poderá lhe orientar de maneira adequada.

Benefícios da atividade física:

  • Melhora o condicionamento cardiovascular.
  • Aliado a uma boa dieta, ajuda na perda de peso.
  • Melhora a musculatura.
  • Reduz a fadiga.
  • Pode diminuir a ansiedade e depressão.
  • Pode fazer com que você se sinta mais feliz e melhor consigo mesmo.
  • Reduz as chances de um novo câncer.

E a longo prazo, sabe-se que a prática regular de atividades físicas ajuda a diminuir o risco de alguns tipos de câncer, além de ter outros benefícios para a saúde.

Recidiva

A maioria dos pacientes quer saber o que podem fazer para diminuir ou até mesmo evitar que a doença volte. Embora estas mudanças possam ajudar na prevenção, não há como garantir a sua eficácia. No entanto, pode ser interessante tomar algumas medidas que possam ajudar a reduzir esse risco.

Parar de fumar é uma das coisas que ajudam não só a evitar o risco de um novo câncer, como, também, aumentar o tempo de vida, mesmo nos pacientes que já têm metástase. Se preocupar com a alimentação também é válido.

Ter uma dieta rica em frutas e legumes e manter um peso saudável também estão ligados a um menor risco de câncer de estômago, mas, novamente, não se sabe se esses tipos de mudanças afetam o risco da doença recidivar. No entanto, sabe-se que essas mudanças podem ter efeitos positivos sobre a saúde que podem se estender além do risco de câncer.

Fonte: American Cancer Society (10/02/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive