top
Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

MS responde demanda do Oncoguia sobre atualização de protocolo

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 04/10/2017 - Data de atualização: 04/10/2017


O que houve?

Tendo em vista a recente incorporação do medicamento Trastuzumabe para o tratamento do Câncer de Mama metastático, no Sistema Único de Saúde, publicada pela Portaria MS-SCTIE nº 29, de 02/08/17 DOU de 03/08/17 p.114 - seção 1 n° 148,  questionamos via LAI ao Ministério da Saúde como seria realizada a compra do medicamento. Ou seja, se a compra será  centralizada, tal como acontece nos casos de câncer de mama inicial e localmente avançado, ou se ficaria a cargo do hospital habilitado em oncologia.

Em síntese, o Ministério da Saúde respondeu-nos que já realiza a aquisição centralizada do medicamento para outras situações clínicas, e que ao quantitativo já adquirido por compra centralizada será adicionado o quantitativo para atendimento do medicamento para o tratamento do câncer de mama Her2 – positivo metastático em primeira linha de tratamento. Porém, o MS ressaltou que o PCDT desta condição clínica precisa ser atualizado para contemplar a indicação proposta.

Sendo da CONITEC a competência para elaborar e atualizar os PCDTs (ou DDTs) no âmbito do Sistema Único de Saúde, questionamos neste último mês de setembro, ao Ministério, qual o status do processo de revisão do PCDT (ou DDT)  para o câncer de mama, especialmente o câncer de mama metastático. 

Em resposta, fomos informados que frente à incorporação do trastuzumabe que aconteceu em agosto/2017 e a diretriz de câncer de mama que encontra-se em processo de atualização para sua viabilização e distribuição para população, os processos estão ocorrendo com a maior celeridade. Segundo o MS, tão logo sejam concluídos, o medicamento será disponibilizado.  
          
E agora?
 
O prazo máximo para que o Ministério da Saúde efetive a oferta do medicamento é de cento e oitenta dias, a contar da data da publicação da Portaria SCTIE/MS 29/2017, ocorrida em 03 de agosto de 2017.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive