Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

MPF propõe ação sobre avaliação de tecnologias no SUS

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 26/02/2020 - Data de atualização: 26/02/2020


O que houve?

O Ministério Público Federal (MPF) do Rio Grande do Sul propôs uma Ação Civil Pública (ACP), a fim de que o Governo abstenha-se de realizar a incorporação de novas tecnologias ao SUS sob condição de futura negociação de preços, em razão de prejuízos que a adoção de tal prática traz a uma tutela efetiva do direito fundamental à saúde e à concretização dos princípios de economicidade e eficiência na utilização de recursos públicos. 

Em sua alegação, o MPF exemplifica o caso do medicamento “Pertuzumabe” que, apesar de incorporado ao Sistema Único de Saúde, ainda, mesmo depois de transcorrido o prazo legal para sua oferta, não encontra-se disponível para a população que dele necessita.

O MPF ainda entende que a condição futura de negociação de preço, além do efeito de prolongar indefinidamente a implementação da decisão de incorporação no tempo, permitindo uma indevida demora na oferta da tecnologia no SUS, em tempo superior ao prazo máximo fixado no art. 25 do referido decreto, tal prática também contraria a racionalidade no uso dos recursos públicos, pois coloca o Poder Público em situação de fragilidade negocial diante da empresa fornecedora.

Este tema vem sendo amplamente discutido pelo Instituto Oncoguia, desde que tal situação demonstrou de fato um obstáculo e prejuizo ao paciente.

E agora?

Nesta ação, o Ministério Público Federal pleiteia a condenação do Ministério da Saúde para que abstenha-se de condicionar a incorporação de novas tecnologias ao SUS a uma futura negociação de preços. A ACP foi proposta na Vara Federal de Porto Alegre e recebeu a numeração 5009276-60.2020.4.04.7100. A Ação seguirá para as fases de defesa e instrução (apresentação de provas e oitiva de testemunhas). Sua tramitação pode ser acompanhada aqui. 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive