Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Astellas UICC Libbs GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Medicamentos para tratamento de câncer de pele entram na lista do SUS, mas não são oferecidos para tratamento

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 10/12/2021 - Data de atualização: 10/12/2021


É alarmante a notícia para quem precisa de imunoterapia para tratamento de câncer de pele. É que dois medicamentos, que prometem curar quase 50% dos pacientes com a doença, entraram para a lista do SUS há mais de um ano. Só que... eles nunca estiveram disponíveis para quem precisa.

Segundo a fundadora e presidente do Instituto Oncoguia, Luciana Holtz, os medicamentos Pembrolizumabe e Nivolumabe são tratamento de primeira linha (imunoterapia) do melanoma avançado não-cirúrgico e metastático.

O instituto já enviou ao Ministério da Saúde um ofício cobrando resposta com relação a esse atraso na oferta de medicamentos. Mas ainda não obteve resposta:

“A situação precisa mudar, batalhamos tanto para que a incorporação aconteça e ela nunca sai do papel. Estamos falando de um tratamento que cura pessoas e salva vidas. A imunoterapia revolucionou a história do tratamento do melanoma, um dos tipos mais graves de câncer de pele, significando potencial de cura de aproximadamente 50%, ou seja, metade dos pacientes podem ter a oportunidade de continuarem vivos após cinco anos, em média, com um tratamento que tem menos efeitos colaterais que a quimioterapia", finalia Luciana Holtz.

Matéria publicada pelo jornal O Globo em 10/12/2021. 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive