Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Medicamento aprovado para 2ª linha do câncer de mama localmente avançado ou metastático

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 06/11/2018 - Data de atualização: 06/11/2018


A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou em 24 de setembro de 2018 HALAVEN® (eribulina) para terapia de 2ª linha para câncer de mama localmente avançado ou metastático, reforçando os benefícios do produto e sua importância no cenário da oncologia.

A aprovação da ANVISA expandiu a indicação atual para a terapia de segunda linha de tratamento do câncer de mama localmente avançado ou metastático, incluindo agora pacientes que receberam tratamento prévio contendo uma antraciclina e um taxano tanto no quadro adjuvante como no metastático, a menos que os pacientes não sejam aptos para estes tratamentos. A mesma foi baseada na aprovação da EMA (European Medicines Agency) recebida em julho de 2014, sendo fundamentada pelo Estudo 301 - estudo clínico global e randomizado de fase III realizado pela EISAI.

O estudo, que avaliou 1.102 pacientes, comparou a eficácia e a segurança da eribulina e da capecitabina em monoterapia. Variando da primeira à terceira linha de tratamento na doença avançada, a eribulina demonstrou um aumento numérico em todos os subgrupos de 15,9 Vs. 14,5 meses, prolongando significativamente a SG, em comparação à capecitabina nos seguintes subgrupos: HER2- (15,9 Vs. 13,5 meses; HR 0,84; p=0,03) e pacientes com câncer de mama triplo-negativos (14,4 Vs. 9,4 meses; HR 0,70; p=0,01).

Com essa expansão de indicação, o HALAVEN agora poderá contribuir em um estágio anterior para pacientes com câncer de mama localmente avançado e metastático. A cada ano, mais de 57.000 mulheres são diagnosticadas com câncer de mama no Brasil, das quais cerca de 30% desenvolveram doença metastática em algum período subsequente. A incidência de câncer de mama está aumentando no Brasil a uma taxa de 4,7% a.a. (2018-2019). Portanto, esforços contínuos estão sendo feitos para fornecer opções de tratamento com alta eficácia e tolerabilidade para essas pacientes.

Fonte: United Medical

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2018 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive