Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Mamma Bruschetta aparece careca após diagnóstico de câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 20/01/2020 - Data de atualização: 20/01/2020


Mamma Bruschetta compartilhou com seus seguidores do Instagram, nesta sexta-feira, 17, mais uma etapa do seu tratamento contra um câncer na junção esôfago gástrica. A apresentadora raspou a cabeça e posou para fotos mostrando um resultado.

“Às vezes precisamos mudar, a vida é pra ser vivida com prazer, ser feliz e alegre. Precisamos jogar fora sentimentos e ressentimentos tolos. Precisamos por na balança à coragem para uma nova mudança”, escreveu na legenda do post.

Mamma passou por uma cirurgia para a retirada de um tumor maligno recentemente. De acordo com a assessoria de imprensa da apresentadora, ela está entrando na semana final do tratamento. O vínculo com a emissora, porém, vai até setembro deste ano.

O que é câncer de esôfago?
No Brasil, o câncer de esôfago (tubo que liga a garganta ao estômago) é o sexto mais frequente entre os homens e o 15º entre as mulheres, excetuando-se o câncer de pele não melanoma.

Sintomas e sinais
Em sua fase inicial, o câncer de esôfago não apresenta sinais. Porém, com a progressão da doença, podem surgir sintomas tais como dificuldade ou dor ao engolir, dor retroesternal (atrás do osso do meio do peito), dor torácica, sensação de obstrução à passagem do alimento, náuseas, vômitos e perda do apetite.

Na maioria das vezes, a dificuldade de engolir (disfagia) já sinaliza doença em estado avançado. A disfagia progride de alimentos sólidos até pastosos e líquidos. A perda de peso pode chegar a até 10% do peso corporal.

Prevenção
-Não fumar e não se expor ao tabagismo passivo.  Parar de fumar sempre vale a pena em qualquer momento da vida, mesmo que o fumante já esteja com alguma doença causada pelo tabagismo.
-Evitar o consumo bebidas alcoólicas.
-Comer mais frutas e vegetais e menos carne vermelha e gorduras.
-Manter o peso corporal adequado.
-Identificar e tratar a doença do refluxo gastroesofagiano (DRGE).
-Consumir bebidas quentes como chimarrão, café e chá em temperaturas inferiores a 60ºC. Para garantir a temperatura adequada para consumo, após o preparo, deve-se esperar em torno de cinco minutos para ingerir a bebida.
-Fazer atividade física.
-Utilizar camisinha durante a relação sexual. (Fonte: Instituto Nacional do Câncer).

Fonte: Catraca Livre

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive