Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Mais peso, mais câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/02/2019 - Data de atualização: 15/02/2019


Embora a obesidade tenha sido apontada pela ciência como um dos principais fatores de risco para o surgimento do câncer, a maioria das pessoas ainda desconhece o fato. O excesso de peso é facilmente apontado como uma das causas do infarto e da diabete, mas quase ninguém o relaciona com o desenvolvimento de tumores. Entre a população, ainda prevalece a concepção de que a doença tem causas genéticas, o que é verdade em vários casos, emocionais, o que é uma bobagem total, ou que, no máximo, está vinculada a hábitos como o tabagismo ou o alcoolismo, o que também é verdadeiro. Porém, o total de casos relacionados ao estilo de vida é bastante superior ao daqueles originados em erros genéticos. A adoção de hábitos saudáveis — incluem-se aqui uma dieta equilibrada e a prática de exercícios físicos — reduziria a incidência da enfermidade em cerca de 40%.

Por isso, um levantamento recente publicado na revista científica The Lancet ganha importância ao trazer à tona números preocupantes associando o câncer à obesidade, chamando a atenção de médicos e pacientes para o tema. Coordenado por médicos da Associação Americana do Câncer, o trabalho coletou dados de pacientes de 25 estados americanos, o que representava 67% da população. Foram analisados mais de 14 milhões de casos de 30 tipos da doença surgidos entre 1995 e 2014 em pessoas com idades entre 25 e 84 anos. Doze dos tumores estudados estão comprovadamente associados ao acúmulo de gordura: colorretal, esofágico, bexiga, gástrico, renal, hepático, mieloma múltiplo, pancreático, de tireóide, uterino, de mama e ovário. Os dados revelaram que em seis deles (mieloma múltiplo, corretal, uterino, bexiga, rim e pancreático) houve aumento de casos entre os participantes de 25 a 49 anos, particularmente entre os obesos.

JOVENS ALVOS

Pior, a pesquisa revelou que o crescimento é maior entre os mais jovens, faixa etária na qual o índice de obesidade atinge cerca de 20% da população naquele país. Um exemplo é o que foi registrado com tumor de pâncreas. Entre 40 e 84 anos, a média anual de crescimento é de igual ou menos de 1%. Entre 35 e 39, a elevação média é de 1,3%. Entre 30 e 34 anos, é de 2,5%. Entre 25 e 29 anos o índice de crescimento de casos registrado foi de 4,3%. O aumento expressivo entre os mais jovens chamou a atenção dos pesquisadores porque, até recentemente, o câncer de pâncreas era considerado raro em indivíduos com menos de 30 anos. A maioria dos casos surgia depois dos 60 anos. No Brasil, segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer, dos 19 tipos mais incidentes em 2018, nove estavam associados à obesidade.

As conclusões deixaram os estudiosos preocupados. “Esse crescimento recente de tumores vinculados ao excesso de peso entre jovens adultos pode interromper e até fazer retroceder o progresso que fizemos nas últimas décadas para reduzir a mortalidade pela doença”, disse à ISTOÉ a epidemiologista Hyuna Sung, a líder do trabalho. “As pessoas devem estar mais atentas ao vínculo entre as duas enfermidades. Nossos resultados são um aviso dos danos que a ignorância sobre isso pode trazer”, completou o médico Ahmedin Jemal, da Sociedade Americana de Câncer.

Fonte: IstoÉ

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive