top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Mãe descobre câncer de mama graças ao filho bebê

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 24/02/2017 - Data de atualização: 24/02/2017


A amamentação pode representar um desafio para muitas mães. Às vezes, custa para o bebê aprender a pega correta, os seios doem, o leite pode empedrar... Sarah Boyle, 26 anos, que vive na Inglaterra, não passou por nenhuma dessas dificuldades com o filho Teddy, 1 ano. Ele se adaptou ‘fantasticamente bem’ ao processo, segundo ela. Mas no caso de Sarah, a amamentação ganhou uma importância ainda maior: foi o que salvou sua vida.

Em 2013, Sarah havia sido diagnosticada com um cisto no seio, que foi considerado benigno. No ano passado, após o nascimento de Teddy, Sarah percebeu que havia alguma coisa errada. Primeiro, quando o bebê estava com cinco meses, notou que o seio direito estava menor do que o esquerdo. Um mês depois, o filho começou a recusar a mama direita. Ela tentou mudá-lo de posição várias vezes, mas nada o agradou e o bebê começou a se mostrar irritado e desconfortável. "Obviamente Teddy provou o leite da mama direita e sentiu que era diferente do da esquerda e, por isso, rejeitou”, disse Sarah ao Daily Mail. Ela reparou também que o seio havia se tornado mais rígido.

A mãe procurou um médico para fazer um check up e ele insistiu que não havia motivos para se preocupar. Mas, confiando no seu instinto de mãe, Sarah teimou em refazer os exames. Ainda bem. Duas semanas mais tarde, ela foi diagnosticada com um câncer de mama triplo-negativo de grau dois, que corresponde ao nível intermediário de agressividade. "Teddy é o meu herói – se não fosse por ele, jamais teria suspeitado que tinha câncer”, relatou a mãe.

Sarah vai ser submetida a uma mastectomia completa, seguida por uma cirurgia de reconstrução, e está fazendo quimioterapia. O câncer de mama representa 25% dos diagnósticos de câncer em mulheres.

Fonte: Revista Crescer

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive