top
Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Liberação de rodízio para paciente com câncer em tratamento

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 17/10/2016 - Data de atualização: 17/10/2016


O que houve?
 
No último mês de setembro (2016), após relatos em nossos canais de atendimento de dificuldades para a obtenção da liberação do rodízio por pacientes com câncer, o Instituto Oncoguia solicitou, via LAI (Lei de Acesso à Informação), à Secretaria de Transportes do Município de São Paulo, esclarecimentos acerca deste direito.

Leia a integra de nossa solicitação:


"Caros Senhores, O Município de São Paulo adotou o popularmente chamado "Rodízio de Veículos” para reduzir o número de veículos em circulação no Anel Viário da cidade nos horários de pico (de manhã, das 7h às 10h, e de tarde, das 17h às 20h). Gostaríamos de saber se o portador de câncer pode ficar liberado do rodízio de veículos. Se positivo, quais os requisitos exigidos (ex.: basta a prova do diagnóstico ou apenas se provar estar em tratamento de quimio ou radioterapia) e como proceder para obtê-la.”

Em resposta a nossa solicitação, a Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo repassou as informações apresentadas pelo Departamento de Operações do Sistema Viário/Autorizações Especiais – DSV-AE.

Em resumo, o DSV esclareceu que respalda-se no Decreto nº 37085 de 1997, que prevê isenção de rodízio municipal para pessoas com deficiência, para efetuar o cadastro de veículo a fim de que sejam inibidas possíveis multas. Utilizam-se como referência as Leis Federais nº 5296/04 e nº 13146/15, que tratam também sobre o conceito de deficiência. O DSV esclareceu que estende o cadastro aos pacientes que se submetem a tratamentos de quimioterapia e radioterapia por entenderem que é extremada a debilidade em que se encontram após a medicação e, ainda, a frequência semanal em Clínicas/Hospitais.
 
E agora?
 
Para a realização do cadastro é necessário que o paciente requeira através do formulário de requerimento e a ele anexe a documentação relacionada abaixo e constante no requerimento.

  • Cópia simples do CPF e RG.
  • Cópia simples do CPF e RG do representante legal e documento que comprove a representação (quando for o caso).
  • Cópia simples do CRLV (licenciamento do veículo)..
  • Atestado médico atual, original ou cópia autenticada, com a descrição da doença ou CID, e mencionando o tratamento: rádio e/ou quimioterapia.

Não é necessário que o paciente compareça pessoalmente no DSV para entrega da documentação, poderá enviar portador ou via correio para o DSV Autorizações Especiais 740, Pinheiros, CEP 05428/010 - SP/SP.”


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive