top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Medtronic Takeda Susan Komen Astellas UICC


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Jovem faz 'vaquinha' para realizar sonho de ajudar crianças com câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 08/03/2017 - Data de atualização: 08/03/2017


Diagnosticada com Síndrome Mielodisplásica, ou câncer na medula, em 2016, a jovem Evelyn Oliveira, de 21 anos, venceu mais uma batalha após a doença ficar em remissão, quando não há sintomas, mas a cura ainda não é definitiva. Evely decidiu então tirar do papel o sonho de ter um projeto social e criou uma "vaquinha" online com objetivo de arrecadar R$ 17 mil para criar o Projeto Anjo Amigo e ajudar crianças que enfrentam o câncer no Acre.

O projeto de Evely inclui visitas semanais ao Hospital do Câncer, em Rio Branco, comemoração em datas especiais como Dia das Mães, dos Pais, das Crianças, Natal, Dia Internacional do Câncer, da Mulher e o Ano Novo. A jovem conta também que possui R$ 5 mil em medicamentos e que vai doar tudo ao hospital.

"Inicialmente eu precisaria de 15 mil. Fora outras novidades que ainda não posso falar, ainda é preciso incluir a os panfletos informativos, cuidados pós-alta e palestras sobre higiene. Se eu tivesse o dinheiro eu mesma arcaria com tudo, mas, infelizmente, não tenho", lamenta.

Para achar um doador de medula compatível, Evely chegou a criar no Facebook a página "Procuro um amigo oculto para toda a vida", e lançou uma campanha na internet pedindo doações de medula óssea para encontrar um doador. Após exames, a jovem recebeu a medula do próprio irmão Kevin Oliveira, de 24 anos, que se mostrou 100% compatível após mais de dois meses de espera.

Evelyn afirma que quer ajudar outras pessoas e ensinar vários cuidados necessários para enfrentar a doença. Outro sonho da jovem é cursar medicina. "Eu sempre quis fazer algo pelas pessoas, ajudar de alguma maneira, mas depois disso tudo eu simplesmente me apaixonei pela ideia. Tenho fé e acredito que minha doença não vai voltar. É como se a doença estivesse dormindo, mas se Deus quiser isso não vai acontecer", finaliza.

Fonte: G1

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive