Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Informação de qualidade iluminando caminhos

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 10/07/2020 - Data de atualização: 10/07/2020


Robson Francisco de Lima foi diagnosticado com câncer de estômago em abril de 2019. Ele descobriu a doença após passar muito mal durante o trabalho, com queimação e vômitos muito fortes. Ele então procurou um gastroenterologista, fez exames de sangue e endoscopia com biópsia e foi diagnosticado com um adenocarcinoma pouco diferenciado, ulcerado. Após o diagnóstico e descoberta de metástase no fígado, ele realizou 17 sessões de quimioterapia e segue seu tratamento com quimio oral. Tudo andava bem até que o médico dele solicitou um novo exame. 

Em acompanhamento pelo Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, um hospital do SUS, no Rio de Janeiro, o médico solicitou que Robson realizasse um PET-CT para acompanhar se o tumor havia evoluído ou regredido. Apesar do pedido ter sido feito em fevereiro, ele nos ligou em maio para pedir orientação, pois até então não havia conseguido agendamento para fazer o exame. "Fazia 4 meses que eu tinha recebido o pedido e eles me diziam que o aparelho de PET estava em manutenção e sem previsão de normalização", conta o paciente. 

Orientação e ação resolvem!

Ao entrar em contato pelo canal Ligue Câncer, pelo telefone 0800 773 1666, nossa equipe informou a Robson que o PET-CT não faz parte da lista de exames indicados pelo SUS para pacientes com câncer de estômago. Orientamos, então, que ele procurasse a Secretaria de Saúde de sua cidade para solicitar, via pedido administrativo, a realização do exame, e indicamos também que ele procurasse a ouvidora do hospital.  

Robson seguiu nossas orientações e no dia 8 de maio, mandou um e-mail para a ouvidoria. No dia 13, ele recebeu um retorno por telefone agendando o exame para o dia 20. "Fiz o PET-CT no dia 20 de maio e ao voltar ao médico no dia 18 de junho, ele me disse que a metástase no fígado não aparecia mais. Sinal que a quimioterapia estava dando um resultado melhor do que o esperado", conta Robson.

"Fiquei muito emocionado em saber que estamos no caminho certo, todos devem continuar com o tratamento. Deus faz a parte que lhe cabe e os médicos nos ajudam com as medicações. Seguir as orientações faz muita diferença no tratamento e isso é só o começo", finaliza.

Quer conhecer outras histórias como essa? Acesse nosso blog A Voz do Paciente.

E você, tem encontrado alguma dificuldade para agendar consultas, exames ou tratamentos? Precisa de orientação? Entre em contato conosco pelo canal Ligue Câncer que nossa equipe pode ajudar você! Ligue 0800 773 1666, gratuitamente, de segunda a sexta, das 10h às 18h.
 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive