top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Medtronic Takeda Susan Komen Astellas UICC


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Como Evitar Infecções durante a Quimioterapia?

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 30/06/2014 - Data de atualização: 30/06/2014


O tratamento do câncer tem por finalidade a cura ou alívio dos sintomas da doença. Os tratamentos com medicamentos (quimioterapia, terapia alvo, hormonioterapia), cirúrgicos e radioterápicos podem provocar efeitos colaterais que variam de paciente para paciente dependendo de múltiplos fatores, podendo ser diferentes quanto a intensidade e duração. Alguns pacientes poderão apresentar efeitos colaterais mais severos, outros mais leves ou mesmo não apresentar qualquer efeito colateral. Em caso de você apresentar algum efeito colateral devido ao tratamento que está realizando procure imediatamente seu médico para receber as orientações necessárias para seu caso.

Os pacientes com câncer tratados com quimioterapia são mais propensos a contrair infecções nas atividades cotidianas ou nos próprios locais de tratamento.

O que é uma infecção?

A infecção ocorre quando bactérias, vírus ou fungos invadem o corpo e o sistema imunológico não é capaz de destruí-los com rapidez. As pessoas com câncer têm maior probabilidade de desenvolver infecções, uma vez que os tratamentos enfraquecem o sistema imunológico.

Como o Corpo Combate as Infecções?


O sistema imunológico ajuda o organismo a se proteger contra infecções. O tratamento quimioterápico pode danificar o sistema imunológico, reduzindo os números de glóbulos brancos que combatem infecções, tornando mais difícil o combate às infecções.

Sistema Imunológico

O sistema imunológico inclui a pele, o baço, os linfonodos e a medula óssea, além dos leucócitos (glóbulos brancos), que são produzidos dentro da medula óssea. Existem vários tipos de leucócitos, por exemplo, linfócitos, monócitos, basófilos, eosinófilos e neutrófilos.

Se a quantidade de leucócitos, presentes no sangue, não for suficiente ocorre a chamada leucopenia e o corpo se torna incapaz de lutar contra uma infecção. Alguns glóbulos brancos, os neutrófilos, são capazes de destruir bactérias nocivas, entretanto um baixo nível de neutrófilos, a chamada neutropenia, pode aumentar o risco de infecções bacterianas. Portanto, em caso de febre entre em contato com seu médico, para que ele possa o orientar sobre o que fazer.

Causas


O tratamento do câncer pode interferir no funcionamento do sistema imunológico de várias maneiras:

  • Pelo fato do sistema imunológico estar ocupado lutando contra o câncer, e deixar de se proteger contra possíveis infecções.
  • Falta de sono, estresse, má alimentação, e outros efeitos colaterais do tratamento de câncer enfraquecerem o sistema imunológico.
  • A quimioterapia pode induzir a medula óssea e outras partes do sistema imunológico a um mau funcionamento, reduzindo a produção de glóbulos brancos.
  • A radioterapia também pode afetar a medula óssea, especialmente se a radiação atingir áreas extensas do corpo, como região pélvica, pernas, tórax ou abdome.
  • Os cânceres que afetam diretamente a medula óssea ou se disseminam para o osso podem comprimir as células da medula óssea, diminuindo a produção dos glóbulos brancos.

Sinais e Sintomas


As infecções podem iniciar-se em qualquer lugar, mas os mais comuns são na boca, pele, pulmões, trato urinário, reto e áreas genitais. Converse com seu médico se apresentar qualquer sinal de infecção:

  • Febre.
  • Calafrios ou sudorese.
  • Dor de garganta ou úlceras na boca.
  • Dor abdominal.
  • Dor ou ardor ao urinar.
  • Diarreia ou feridas ao redor do ânus.
  • Tosse ou falta de ar.
  • Vermelhidão, inchaço ou dor, particularmente em torno de um corte ou ferida.
  • Corrimento anormal ou coceira vaginal.

Febre


Durante a quimioterapia, a febre pode ser o único sinal de uma infecção. E uma infecção durante a quimioterapia pode, muitas vezes, ser fatal.

Você deve medir sua temperatura sempre que se sentir quente, corado, resfriado ou não se sentir bem. Se sua temperatura for igual ou maior do que 38°C durante mais de uma hora, ou, ainda se a temperatura for de 38,3°C ou mais por qualquer período de tempo, entre em contato imediatamente com seu médico.

Você também deve:

  • Perguntar ao seu médico quando seus glóbulos brancos estarão mais baixos, uma vez que nesse período você estará mais propenso a infecções.
  • Manter um termômetro em local de fácil acesso e saber como usá-lo. 
  • Manter sempre com você os telefones de contato de seu médico. 
  • Relatar ao médico de plantão, caso você precise ir a um pronto socorro, que você está em tratamento quimioterápico. Se você tiver febre, a causa pode ser uma infecção, portanto você deve ser atendido imediatamente.

Tratamento

Se uma pessoa apresentar neutropenia ou contagem de leucócitos total baixa, o médico pode prescrever medicamentos para forçar o organismo a produzir mais neutrófilos ou outros tipos de glóbulos brancos, e reduzir assim o risco de infecção.

No caso de ocorrer uma infecção, o paciente será tratado com antibióticos ou medicamentos antifúngicos dependendo do tipo de infecção. Em caso de neutropenia e febre, o paciente deverá ser hospitalizado para receber antibióticos por via intravenosa. Os pacientes com alto risco para o desenvolvimento de uma infecção, com neutropenia, quimioterapia ou radioterapia, podem ser tratados profilaticamente com antibióticos ou antifúngicos.

Prevenção da Infecção


Além das instruções recebidas pelo médico, as infecções podem ser prevenidas:

  • Repousar e manter uma dieta balanceada.
  • Evitar lugares aglomerados e o contato com pessoas doentes.
  • Não compartilhar copos de bebidas, utensílios e itens pessoais, como escovas de dente.
  • Lavar as mãos frequentemente, especialmente após usar o banheiro e antes de comer.
  • Tomar banho diariamente e usar loção para impedir o ressecamento e a descamação da pele.
  • Manusear com cuidados objetos pontiagudos, como tesouras ou facas, e usar barbeador elétrico, para evitar cortes.
  • Evitar o consumo de alimentos crus, como carnes, mariscos, ovos, e lavar cuidadosamente as frutas e vegetais crus.
  • Evitar o contato com resíduos de animais domésticos.
  • Usar luvas para jardinagem e trabalhos domésticos, especialmente durante a limpeza.
  • Escovar dentes e gengivas com uma escova macia.

Dicas

  • Lave as mãos sempre com água e sabonete, antes das refeições, após usar o banheiro, assuar o nariz, tossir, espirrar ou tocar animais.
  • Mantenha-se afastado de pessoas doentes, incluindo pessoas resfriadas, gripadas, portadoras de sarampo ou catapora.
  • Mantenha-se afastado de crianças que receberam vacinas contra catapora ou pólio. Essas vacinas possuem vírus para ativar o sistema imunológico das crianças e criar defesas.
  • Evite locais com grandes grupos de pessoas, como cinemas, estádios e igrejas. Opte por frequentar estes locais em horários alternativos ou prefira locais com menor fluxo de pessoas.
  • Tome cuidado para não se cortar, evite retirar cutículas dos dedos de pés e mãos, tenha cuidado ao manipular objetos cortantes, faça a barba com um aparelho elétrico e evite navalha ou lâminas de barbear.
  • Se eventualmente acontecer um corte, limpe imediatamente com água e sabão, utilizando, se possível, antisséptico. Comunique ao médico caso a cicatrização demore mais que o habitual. 
  • Em caso de estar utilizando cateter ou sonda, verifique se não tem algum tipo de infecção. Em caso de aparecer alguma secreção, vermelhidão, inchaço ou dor comunique o médico para que seja avaliada a presença de uma infecção.
  • Realize higiene bucal adequada sem ferir as bochechas, gengivas e língua. Converse com o médico para avaliar a necessidade de consultar um dentista antes do início da quimioterapia.
  • Cuide de sua pele, evite coçar, sempre lembrando que as unhas podem arrastar agentes infecciosos. Não esprema os cravos.
  • Tome cuidado quando estiver perto de animais, tenha certeza que lavou as mãos depois de acariciá-los, além disso, não limpe a bandeja sanitária do gato, não recolha os dejetos do cachorro, nem limpe gaiolas de passarinhos ou aquários. Se eles estão acostumados a dormir na sua cama, está na hora de mudar isso.
  • Ao ingerir alimentos lembre-se de lavar bem todos os vegetais e frutas, não coma peixes, mariscos, nem ovos crus. Cozinhe bem todos os alimentos, sobretudo as carnes, já que podem ter bactérias que potencialmente podem causar infecções.
  • O período em que seus glóbulos brancos estarão mais baixos, geralmente é entre o 7º e 12º dias após cada dose de quimioterapia, podendo durar até uma semana.

O que fazer em caso de Infecção?

Entre em contato imediatamente com seu médico, pois é considerada uma situação de emergência. Certifique-se ter sempre à mão os telefones de seu médico ou equipe médica.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive