Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Imunoterapia é segura para pessoas com COVID-19 e câncer, segundo estudo

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 28/07/2020 - Data de atualização: 28/07/2020


Segundo pesquisadores do Centro de Câncer da Universidade de Cincinnati, a imunoterapia não traz complicações para pacientes com COVID-19 e câncer. Esses dados foram apresentados por Layne Weatherford, PhD, bolsista de pós-doutorado da UC, na Reunião Virtual da Associação Americana de Pesquisa do Câncer: COVID-19 e Cancer, realizada na última segunda-feira (20).

De acordo com a pesquisadora, muitas complicações do COVID-19 resultam de uma resposta imune hiperativa, levando a um aumento da produção de proteínas chamadas citocinas. O aumento da produção dessas proteínas pode causar problemas como insuficiência respiratória, e pacientes com câncer são mais suscetíveis à infecção por COVID-19, além de complicações graves.

Dito isso, a profissional acrescenta que muitos pacientes com câncer são tratados com imunoterapia, que ativa o sistema imunológico contra o câncer para destruí-lo. Em pacientes com COVID-19 e câncer, a equipe pensou que a imunoterapia poderia aumentar a resposta do sistema imunológico, que já pode ser hiperativa devido a a infecção por COVID-19.

Trisha Wise-Draper, PhD, professora associada de medicina, Divisão de Hematologia Oncologia, da Faculdade de Medicina da UC. diz que os pesquisadores pensaram que o tratamento de pacientes com COVID-19 com imunoterapia contra o câncer pode resultar em uma piora na saúde dos pacientes e nos resultados gerais. "Continuamos investigando se a imunoterapia causa um aumento na produção dessas proteínas pelas células imunológicas dos pacientes com COVID-19, mas nossos resultados iniciais mostram que a imunoterapia não está afetando significativamente", acrescentou.

Os pesquisadores estão conduzindo este estudo usando amostras de sangue de pacientes com câncer, e estão examinando como drogas que permitem que as células imunológicas respondam mais fortemente, em combinação com outros tratamentos, como quimioterapia ou radiação, afetam as células imunológicas de pacientes com COVID-19 e pacientes com COVID-19 e câncer. Os dados preliminares mostram que um medicamento antidiabético, a metformina, pode reduzir a produção dessas proteínas pelas células imunológicas dos pacientes com COVID-19.

"Essas são descobertas iniciais promissoras. Pesquisas adicionais são necessárias, mas nossos resultados mostram que poderemos tratar as complicações do COVID-19 com metformina ou um medicamento semelhante um dia", concluiu a pesquisadora.

Fonte: Canal Tech

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive