top
Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Medtronic Takeda Susan Komen Astellas UICC


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[ImunoBCG] Ministério da Saúde esclarece questões

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 10/06/2016 - Data de atualização: 17/06/2016


O que houve?

Nesta quarta-feira 08/06 o Oncoguia recebeu a resposta do Ministério da Saúde sobre o pedido de esclarecimentos e providências sobre problema constatado na distribuição do medicamento Imuno BCG a partir do segundo semestre do ano de 2015.

O medicamento Imuno BCG® (Bacilo Calmette-Guériné intravesical) é um tratamento adjuvante utilizado no combate ao câncer de bexiga. No final de 2015, o Programa de Apoio ao Paciente (PAP) do Oncoguia começou a receber um elevado número de pacientes que não estavam tendo acesso ao medicamento. A generalização do problema disparou o alarme vermelho do Oncoguia, que passou a investigar o problema para compreender as razões do desabastecimento do medicamento em todo o país, além de executar ações para promover a resolução do problema.

Uma dessas ações foi contatar o Ministério da Saúde em janeiro de 2016 alertando sobre o problema e solicitando maiores esclarecimentos. Agora em junho recebemos a resposta do ministério, confira:

a) Quais as providências que o Ministério da Saúde já adotou junto à Fundação Ataulpho de Paiva para que a distribuição da vacina seja regularizada e o problema não se repita no presente ano?



b) Quais as providências estão sendo tomadas pelo Ministério da Saúde para que os pacientes que dependem do insumo para a realização de seus tratamentos, não fiquem desassistidos, caso haja nova falta do Imuno BCG, no ano de 2016?




Ao que parece, a situação aos poucos vem se normalizando, mas ainda temos notícias de muitos pacientes sem acesso ao produto. Segundo orientação do Ministério da Saúde, os pacientes que se depararem com a falta do produto devem cobrar dos hospitais do SUS ou do plano de saúde a importação do produto, que também é produzido no exterior.

E agora?

O Oncoguia continuará acompanhando a normalização da distribuição da ImunoBCG bem como o acesso do paciente ao tratamento.

Confira na integra a resposta completa do Ministério da Saúde.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive