top
Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[ImunoBCG] Ministério da Saúde esclarece questões

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 10/06/2016 - Data de atualização: 17/06/2016


O que houve?

Nesta quarta-feira 08/06 o Oncoguia recebeu a resposta do Ministério da Saúde sobre o pedido de esclarecimentos e providências sobre problema constatado na distribuição do medicamento Imuno BCG a partir do segundo semestre do ano de 2015.

O medicamento Imuno BCG® (Bacilo Calmette-Guériné intravesical) é um tratamento adjuvante utilizado no combate ao câncer de bexiga. No final de 2015, o Programa de Apoio ao Paciente (PAP) do Oncoguia começou a receber um elevado número de pacientes que não estavam tendo acesso ao medicamento. A generalização do problema disparou o alarme vermelho do Oncoguia, que passou a investigar o problema para compreender as razões do desabastecimento do medicamento em todo o país, além de executar ações para promover a resolução do problema.

Uma dessas ações foi contatar o Ministério da Saúde em janeiro de 2016 alertando sobre o problema e solicitando maiores esclarecimentos. Agora em junho recebemos a resposta do ministério, confira:

a) Quais as providências que o Ministério da Saúde já adotou junto à Fundação Ataulpho de Paiva para que a distribuição da vacina seja regularizada e o problema não se repita no presente ano?



b) Quais as providências estão sendo tomadas pelo Ministério da Saúde para que os pacientes que dependem do insumo para a realização de seus tratamentos, não fiquem desassistidos, caso haja nova falta do Imuno BCG, no ano de 2016?




Ao que parece, a situação aos poucos vem se normalizando, mas ainda temos notícias de muitos pacientes sem acesso ao produto. Segundo orientação do Ministério da Saúde, os pacientes que se depararem com a falta do produto devem cobrar dos hospitais do SUS ou do plano de saúde a importação do produto, que também é produzido no exterior.

E agora?

O Oncoguia continuará acompanhando a normalização da distribuição da ImunoBCG bem como o acesso do paciente ao tratamento.

Confira na integra a resposta completa do Ministério da Saúde.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive