Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Hospital de Base do DF suspende novos atendimentos a pacientes com câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 12/04/2018 - Data de atualização: 12/04/2018


O Instituto Hospital de Base suspendeu – por tempo indeterminado – os atendimentos a pacientes com câncer que procuram a unidade em busca da primeira consulta. A decisão vale a partir desta quarta-feira (11) e, por enquanto, não há previsão para retomada do serviço. A medida não vale para pacientes já em atendimento.

O motivo, segundo a Secretaria de Saúde, é a decisão da Justiça do Trabalho que, na última quarta-feira (4), suspendeu dois processos seletivos para contratação de médicos, enfermeiros e técnicos. A pasta recorre da decisão.

Atualmente nove médicos trabalham no setor de oncologia, para os pacientes já em tratamento. Alguns novos atendimentos estão sendo encaminhados para o Hospital Regional de Taguatinga, mas o prosseguimento das consultas depende da disponibilidade de vagas.

Questionada, a Saúde não disse quantos pacientes ficarão sem o atendimento. No entanto, a pasta informou que, em março, 1,2 mil pessoas foram recebidas. Em fevereiro, a oncologia recebeu 670 pacientes.

"De acordo com a evolução dos resultados judiciais, e caso não se consiga mais contratar especialistas da área oncológica, é possível que seja feito um plano de contingenciamento na unidade", afirmou a secretaria em nota.


Contratações suspensas

Na última quarta (4), a Justiça do Trabalho do DF determinou que o Instituto Hospital de Base suspenda todos os contratos firmados, em 2018, com os empregados. Além disso, o segundo processo seletivo da unidade de saúde, que previa contratações para a área administrativa, também foi suspenso.

A medida afeta 774 pessoas – sendo 708 aprovados no primeiro processo, que já estava embargado, e 66 que seriam chamados neste último. O Instituto Hospital de Base contestou a decisão.

"O instituto ainda não foi intimado, mas o que posso falar é que essas ações do Ministério Público do Trabalho são contrárias ao princípio de garantir a saúde da população e ao interesse público de ampliar a oferta do serviço de saúde com qualidade", afirmou o diretor-presidente, Ismael Alexandrino.

A decisão assinada pelo juiz do trabalho Renato Vieira de Faria é cautelar – ou seja, foi tomada em regime de urgência para evitar prejuízos na possível demora para que a Justiça chegue a uma solução final.

A decisão prevê:

  1. A suspensão de qualquer contratação de empregado que já tenha sido feita pelo Instituto Hospital de Base;
  2. A suspensão do segundo processo seletivo criado para preencher as 66 vagas de mais empregados no regime CLT;
  3. A exigência de que o instituto apresente à Justiça a cópia o contrato ou do convênio mantido com o site de vagas que utilizou para abrir o segundo processo seletivo, além de publicar o edital prevendo as regras do certame.

'Divulgação mínima'
A decisão foi tomada após provocação do Ministério Público do Trabalho. Segundo o juiz, a análise das provas mostrou que não houve a publicação de um edital para este segundo processo seletivo nem a contratação de uma organizadora do certame – houve apenas a disponibilização das 66 vagas em um site especializado.

"A divulgação mínima não atende à diretriz da publicidade, e favorece quem detém a informação por sorte, melhores contatos ou acesso privilegiado", escreveu.

Na visão do magistrado, a informação restrita prejudica o acesso ao cargo. Assim, "não serão selecionados os candidatos mais bem preparados", o que, em última análise, "ofenderia a pretendida eficiência administrativa".

Fonte: G1 DF

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive