top
Tipos de Câncer

Câncer de Ovário


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Apoio
  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Hormonioterapia no Tratamento do Câncer de Ovário

  • Equipe Oncoguia
  • - Data da última atualização: 21/07/2014


A terapia hormonal é o uso de hormônios ou hormônios bloqueadores para combater o câncer. Este tipo de terapia sistêmica é raramente usada para tratar o carcinoma epitelial de ovário, mas frequentemente é utilizada no tratamento dos tumores estromais.

  • Agonistas do Hormônio Liberador de Hormônio Luteinizante (GnRH)

Agonistas GnRH inibem a produção de estrogênio pelos ovários. Estes medicamentos são úteis na redução dos níveis de estrogênio em mulheres que estão na pré-menopausa. Os agonistas de GnRH incluem goserelina e leuprolide. Esses medicamentos são administrados a cada 1 – 3 meses. Os efeitos colaterais podem incluir qualquer um dos sintomas da menopausa, como ondas de calor e secura vaginal.

  • Tamoxifeno

O tamoxifeno é um medicamento antiestrogênico usado para tratar câncer de mama, que também pode ser usado para tumores estromais do ovário, mas raramente é usado para o carcinoma epitelial avançado. O objetivo da terapia com tamoxifeno é eliminar a presença do estrogênio no corpo da mulher, a fim de evitar o crescimento das células cancerígenas. Mesmo que o tamoxifeno possa impedir o estrogênio a agir  nas células cancerígenas, ele age como um estrogênio fraco em outras áreas do corpo. Ele não causa perda de massa óssea, mas pode causar ondas de calor e secura vaginal, além de aumentar o risco de formação de coágulos sanguíneos nas pernas.

  • Inibidores de Aromatase

Os inibidores de aromatase são medicamentos que bloqueiam a enzima aromatase, que se transforma em estrogênio em mulheres na pós-menopausa. Eles não bloqueiam a função dos ovários para produzir estrogênio, apenas são úteis na redução dos níveis de estrogênio nas mulheres após a menopausa. Estes medicamentos são utilizados principalmente para o tratamento do câncer de mama, mas também podem ser usados para tratar a recidiva dos tumores estromais do ovário, e incluem o letrozol, o anastrazol e o exemestano.

Os efeitos colaterais comuns dos inibidores de aromatase incluem ondas de calor, perda óssea e dores musculares. A perda óssea pode levar à osteoporose.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não

A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2014 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive