top
Tipos de Câncer

Câncer de Ovário

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Hormonioterapia para Câncer de Ovário

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 21/07/2014 - Data de atualização: 06/07/2017


A terapia hormonal é o uso de hormônios ou bloqueadores hormonais para combater o câncer. Este tipo de terapia sistêmica é raramente usada para tratar o carcinoma epitelial de ovário, mas é frequentemente utilizada no tratamento dos tumores estromais.

  • Agonistas do Hormônio Liberador de Hormônio Luteinizante (GnRH). Agonistas do GnRH inibem a produção de estrogênio pelos ovários. Estes medicamentos são úteis na redução dos níveis de estrogênio em mulheres que estão na pré-menopausa. Os agonistas de GnRH incluem goserelina e leuprolide. Esses medicamentos são administrados a cada 1 a 3 meses. Os efeitos colaterais podem incluir qualquer um dos sintomas da menopausa, como ondas de calor e secura vaginal.

  • Tamoxifeno. O tamoxifeno é um medicamento antiestrogênico usado para tratar câncer de mama, que também pode ser usado para tumores estromais do ovário, mas raramente é usado para o carcinoma epitelial avançado. O objetivo da terapia com tamoxifeno é eliminar a presença do estrogênio no corpo da mulher, a fim de evitar o crescimento das células cancerígenas. Mesmo que o tamoxifeno possa impedir o estrogênio a agir nas células cancerígenas, ele atua como um estrogênio fraco em outras áreas do corpo. Ele não causa perda de massa óssea, mas pode causar ondas de calor e secura vaginal, além de aumentar o risco de formação de coágulos sanguíneos nas pernas.

  • Inibidores de Aromatase. Os inibidores de aromatase são medicamentos que bloqueiam a enzima aromatase, que se transforma em estrogênio em mulheres na pós-menopausa. Eles não bloqueiam a função dos ovários para produzir estrogênio, apenas são úteis na redução dos níveis de estrogênio nas mulheres após a menopausa. Estes medicamentos são utilizados principalmente para o tratamento do câncer de mama, mas também podem ser usados para tratar a recidiva dos tumores estromais do ovário, e incluem o letrozol, o anastrazol e o exemestano. Os efeitos colaterais comuns dos inibidores de aromatase incluem ondas de calor, perda óssea e dores musculares. A perda óssea pode levar à osteoporose.

Fonte: American Cancer Society (04/02/2016)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive