top

Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Medtronic Takeda Susan Komen Astellas UICC


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Histórico Familiar de Câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 20/03/2016 - Data de atualização: 20/03/2016


É muito importante buscar e compartilhar seu histórico de saúde familiar com seu médico, principalmente se você foi diagnosticado com câncer.

O que é câncer hereditário?


Câncer hereditário significa que uma pessoa nasceu com uma mutação genética ou alteração, que faz com que seja mais provável contrair uma doença como o câncer. Essa mutação genética pode vir da mãe, do pai ou de ambos.

Aproximadamente 5 a 10% de todos os cânceres são hereditários. Esse número representa uma pequena porcentagem de todos os cânceres. Entretanto, como podemos dizer que um câncer é hereditário?

Algumas dicas:

  • Ter vários parentes com câncer do mesmo lado da família, especialmente se eles foram diagnosticados em uma idade mais jovem.
  • Ter uma pessoa na família com múltiplos tumores, especialmente se no mesmo órgão.

Testes Genéticos para Câncer Hereditário

O câncer hereditário é diagnosticado por meio de testes genéticos, que consistem no estudo dos genes, cromossomos ou proteínas. Esses testes podem:

  • Prever o risco de ter a doença.
  • Identificar portadores de uma doença, isto é, pessoas que não têm a doença, mas tem uma cópia do gene da enfermidade.
  • Diagnosticar uma doença.
  • Diagnosticar a causa provável de uma doença.

O teste genético é feito em uma amostra de sangue ou tecido que contém o material genético, por exemplo, células da parte interna da bochecha da pessoa. Existem mais de 900 testes genéticos disponíveis para uma grande variedade de doenças, incluindo câncer de mama, ovário, cólon, tireoide e outros tipos de neoplasias.

O que seu Histórico Familiar pode mostrar

As informações sobre seu histórico familiar de câncer podem ajudar o médico a determinar se:

  • Você ou outros membros de sua família podem se beneficiar do aconselhamento genético.
  • Você precisa de um acompanhamento clínico mais intensivo do que pacientes com câncer não hereditário, mesmo que você não precise fazer testes genéticos.

Informações a serem Coletadas


Seu médico vai solicitar informações sobre o histórico de câncer de seus parentes de primeiro grau (pais, filhos e irmãos) e de segundo grau (avós, tias/tios, sobrinhos/sobrinhas, netos e meios-irmãos). Para cada parente que teve câncer, colete o máximo possível de informações, como:

  • Tipo de câncer.
  • Idade no momento do diagnóstico.
  • Linhagem, ou seja, se é do lado materno ou paterno.
  • Etnia (algumas etnias, como a população judaica Ashkenazi, têm maior risco para certos tipos de câncer).
  • Resultados de testes genéticos anteriores.

Mas, lembre-se que para alguns familiares pode ser difícil discutir sua condição de saúde.

Quando compartilhar o Histórico Familiar de Câncer com seu Médico


Forneça seu histórico familiar de câncer ao seu médico logo após o seu diagnóstico e, se possível,  antes de iniciar seu tratamento. E sempre que tiver novas informações sobre sua família ou algo que altere seu histórico familiar informe seu médico, uma vez que, muitas vezes, os avanços médicos podem mudar a forma como ele avalia seu histórico.

Como Coletar e Compartilhar seu Histórico Familiar de Câncer

Uma maneira de coletar as informações é usar o questionário de histórico familiar de câncer fornecido pelo geneticista ou pelo seu próprio médico. Você também pode encaminhar o formulário para seus parentes próximos, assim eles podem compartilhar com seus médicos.

Mas, lembre-se, alguns familiares podem não querer essas informações ou mesmo não se importam com elas da mesma forma que você.

Perguntas para fazer ao seu Médico


Se após revisar seu histórico familiar de câncer, seu médico suspeita que você pode ter um câncer hereditário, procure entender o que isso significa e quais os próximos passos a serem dados.

Para ajudar preparamos um roteiro de perguntas que podem lhe orientar numa conversa com seu médico. Alguns pontos são bem importantes e não devem ser deixados de lado:

  • Meu histórico familiar aumenta meu risco para outros tipos de câncer?
  • Você recomenda que eu faça aconselhamento genético e/ou testes genéticos?
  • Você pode me indicar um geneticista?
  • Qual é o objetivo dos testes genéticos?
  • Os resultados dos testes genéticos mudarão meu esquema de tratamento?
  • O aconselhamento genético e os testes são cobertos pelo meu plano de saúde?
  • Minha informação genética é sigilosa?
  • Quais dos membros da minha família têm um risco aumentado de desenvolver câncer?
  • Alguém que herda uma mutação genética obrigatoriamente terá câncer?
  • Quais informações eu preciso compartilhar com meus familiares?
  • Você tem alguma sugestão para me ajudar a passar esta informação para meus familiares?

Fonte: Collecting Your Cancer Family History

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive