Tipos de Câncer

Mesotelioma

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Fatores de Risco para Mesotelioma

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 19/12/2015 - Data de atualização: 11/02/2019


Um fator de risco é algo que afeta sua chance de contrair uma doença como o câncer. Diferentes tipos de câncer apresentam diferentes fatores de risco. Alguns como fumar, por exemplo, podem ser controlados; no entanto outros não, por exemplo, idade e histórico familiar. Embora os fatores de risco possam influenciar o desenvolvimento do câncer, a maioria não causa diretamente a doença. Algumas pessoas com vários fatores de risco nunca desenvolverão um câncer, enquanto outros, sem fatores de risco conhecidos poderão fazê-lo.

Ter um fator de risco ou mesmo vários, não significa que você vai ter a doença. Muitas pessoas que contraem a doença podem não estar sujeitas a nenhum fator de risco conhecido. Se uma pessoa com mesotelioma algum fator de risco, muitas vezes é muito difícil saber o quanto esse fator pode ter contribuído para o desenvolvimento da doença.

Fatores que podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver mesotelioma:

  • Amianto. O principal fator de risco para o mesotelioma é a exposição ao amianto. Na verdade, a maioria dos casos de mesotelioma está ligada à exposição ocupacional ao amianto. O risco de desenvolver o mesotelioma está relacionado com a quantidade de amianto à que uma pessoa foi exposta e o tempo da exposição. As pessoas expostas quando jovens, durante um longo período de tempo, e em níveis mais elevados são mais susceptíveis de contrair este câncer. O mesotelioma leva muito tempo para se desenvolver, o tempo entre a primeira exposição ao amianto e o diagnóstico do mesotelioma pode ser entre 20 e 50 anos. Infelizmente, o risco de mesotelioma não diminui ao longo do tempo após cessar a exposição ao amianto.
     
  • Zeólitos. Os zeólitos são minerais quimicamente relacionados ao amianto, um exemplo é o erionite, que é comum no solo.
     
  • Exposição às radiações ionizantes. Embora o risco de desenvolver mesotelioma seja maior em pacientes tratados com radioterapia, este câncer raramente ocorre raramente nestes pacientes.
     
  • Vírus SV40. Alguns estudos sugerem a possibilidade que a infecção pelo vírus SV40 pode aumentar o risco de desenvolver mesotelioma. No entanto, até o momento, ainda não se sabe se o SV40 é responsável por alguns mesoteliomas. Esse assunto ainda está em estudo.
     
  • Idade. O risco de mesotelioma aumenta com a idade, é raro em pessoas com menos que 45 anos. Cerca de 75% das pessoas com mesotelioma tem mais de 65 anos.
     
  • Gênero. Esta doença é mais comum em homens do que em mulheres, provavelmente, devido à exposição ocupacional ao amianto.
     
  • Alterações genéticas. Uma mutação ou alteração no gene BAP1 pode ser hereditária e tem sido associada ao mesotelioma. Entretanto, as mutações nesse gene são raras.

Fonte: American Cancer Society (16/11/2018)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive