Tipos de Câncer

Câncer de Esôfago

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Fatores de Risco para Câncer de Esôfago

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/05/2015 - Data de atualização: 01/02/2018


Um fator de risco é algo que afeta sua chance de contrair uma doença como o câncer. Diferentes tipos de câncer apresentam diferentes fatores de risco. Alguns como fumar, por exemplo, podem ser controlados; no entanto outros não, por exemplo, idade e histórico familiar. Embora os fatores de risco possam influenciar o desenvolvimento do câncer, a maioria não causa diretamente a doença. Algumas pessoas com vários fatores de risco nunca desenvolverão um câncer, enquanto outros, sem fatores de risco conhecidos poderão fazê-lo.

Ter um fator de risco ou mesmo vários, não significa que você vai ter a doença. Muitas pessoas que contraem a enfermidade podem não estar sujeitas a nenhum fator de risco conhecido. Se uma pessoa com câncer de esôfago tem algum fator de risco, muitas vezes é muito difícil saber o quanto esse fator pode ter contribuído para o desenvolvimento da doença.

Fatores que podem aumentar o risco de uma pessoa desenvolver câncer de esôfago:

  • Idade. A chance de contrair câncer de esôfago aumenta com a idade. Menos de 15% dos casos são diagnosticados em pessoas menores de 55 anos.

  • Gênero. Os homens têm uma probabilidade maior de câncer de esôfago do que as mulheres.

  • Refluxo Gastroesofágico. Pessoas que têm refluxo gastroesofágico apresentam maior risco de adenocarcinoma de esôfago.

  • Esôfago de Barrett. O esôfago de Barrett aumenta o risco de adenocarcinoma do esôfago, porque as células das glândulas do esôfago de Barrett podem se tornar anormais ao longo do tempo, causando displasia, uma condição pré-cancerígena. As pessoas com esôfago de Barrett são muito mais propensas do que as pessoas sem essa condição de desenvolver câncer de esôfago. Ainda assim, a maioria das pessoas com esôfago de Barrett não desenvolvem câncer de esôfago. No entanto, o risco de câncer é ainda maior se a displasia está presente.

  • Tabagismo e Alcoolismo. O uso de produtos do tabaco, como cigarros, charutos, cachimbos e tabaco de mascar, é um importante fator de risco para câncer de esôfago. Pessoas que fumam um ou mais maços de cigarros por dia em um risco dobrado de adenocarcinoma de esôfago, do que uma pessoa não fumante. O consumo de álcool também aumenta o risco de câncer de esôfago. A chance de contrair câncer de esôfago aumenta com o maior consumo de álcool. O álcool aumenta o risco de câncer de esôfago de células escamosas mais do que para o adenocarcinoma.

  • Obesidade. As pessoas acima do peso ou obesas têm uma maior chance de ter adenocarcinoma de esôfago. Isto é em parte explicado pelo fato de que os obesos são mais propensos a ter refluxo gastroesofágico.

  • Dieta. Uma dieta rica em frutas e vegetais está associada a um menor risco de câncer de esôfago. As razões exatas para isso não estão claras, mas as frutas e vegetais fornecem uma série de vitaminas e minerais que podem ajudar a prevenir o câncer. Por outro lado, certas substâncias na dieta aumentam o risco de câncer, por exemplo, uma dieta rica em carne processada pode aumentar a probabilidade de desenvolvimento de câncer de esôfago. Beber líquidos muito quentes com frequência pode aumentar o risco de câncer de esôfago de células escamosas.

  • Acalásia. Pessoas com acalásia têm um risco de câncer de esôfago que é ligeiramente maior. Em média, o câncer é diagnosticado de 15 a 20 anos após a acalasia ser diagnosticada.

  • Tilose. Esta é uma doença hereditária rara que se caracteriza por hiperceratose nas palmas das mãos e plantas dos pés. Pessoas com essa condição desenvolvem pequenos tumores (papilomas) no esôfago e têm um risco aumentado de desenvolver carcinoma de células escamosas do esôfago. As pessoas com tilose devem ter acompanhamento médico para tentar diagnosticar o câncer de esôfago precocemente.

  • Membranas Esofágicas. 10% das pessoas com síndrome de Plummer-Vinson ou síndrome de Paterson-Kelly, eventualmente, desenvolverão câncer de esôfago de células escamosas.

  • Exposição Ocupacional. A exposição ocupacional a vapores químicos pode levar a um aumento do risco de câncer de esôfago, por exemplo, exposição aos solventes usados ​​para a limpeza a seco.

  • Lesão no Esôfago. Soda cáustica é um agente corrosivo encontrado em produtos de limpeza industrial e doméstica, e pode provocar uma grave queimadura química no esôfago. À medida que a lesão cura, a cicatriz pode causar um estreitamento no esôfago. Pessoas com essa condição têm maior incidência  de câncer de esôfago de células escamosas, o que geralmente ocorre décadas após a ingestão do produto.

  • Histórico Pessoal. Pessoas que tiveram outros cânceres, como câncer de pulmão, câncer de boca e câncer de garganta, têm um alto risco de carcinoma de células escamosas do esôfago.

  • Infecção pelo Vírus do Papiloma Humano (HPV). A infecção com determinados tipos de HPV está associada a uma série de tipos de câncer, incluindo câncer de garganta, câncer de ânus e o câncer de colo do útero. Sinais de infecção pelo HPV foram encontrados em 1/3 dos cânceres de esôfago em moradores da Ásia e África do Sul. Mas, sinais de infecção pelo HPV não foram diagnosticados em cânceres de esôfago em residentes de outras áreas.

Fonte: American Cancer Society (14/06/2017)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive