top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Medtronic Takeda Susan Komen Astellas UICC


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Família faz vaquinha para trazer ao Brasil mulher com câncer terminal que mora em Londres

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/06/2017 - Data de atualização: 16/06/2017


Família e amigos de uma mulher de Olímpia (SP) que vive há mais de 10 anos na Europa fazem na internet uma vaquinha para trazê-la de volta ao Brasil. Amanda Canuto, de 30 anos, está com câncer terminal em Sutton, nos arredores de Londres, e a família faz campanha na internet para arrecadar dinheiro para que ela volte ao interior de São Paulo.

Segundo a família, Amanda tem três tumores na cabeça e um no pulmão. Ela, que foi para Europa trabalhar, hoje vive em uma cama e precisa de cuidados de um home care, já que está com parte do corpo paralisado, além de estar com a visão debilitada.

"No começo, foi descoberto um câncer de mama, que foi retirado. Mas há dois anos apareceu esses outros tumores e o corpo está paralisado. Os médicos deram apenas 20% de chances de ela sobreviver. Por isso, queríamos muito que ela voltasse para casa, ao lado da família. O que acontecer, melhor que aconteça ao lado da família”, diz o irmão de Amanda, Lucas Aparecido Gerardi Batista.

De acordo com Lucas, a passagem para Amanda voltar para o Brasil custa 8 mil libras, algo em torno de R$ 30 mil. A família em Olímpia é de origem simples e Lucas diz que está desempregado. Na Inglaterra, a única fonte de renda é o que o marido da Amanda ganha como motorista em uma distribuidora de vinhos.

"Atualmente minha mãe deixou o emprego dela no Brasil e foi para lá cuidar da minha irmã. A sogra dela também largou tudo para ajudar a cuidar da Amanda. Tem ainda os custos do home care. Para voltar ao Brasil, minha irmã precisa vir em uma maca, deitada, com aparelhos e médicos acompanhando a situação dela”, afirma.

Família

Amanda vive na Inglaterra com o marido e dois filhos, Miguel, de 3 anos, e Gabriel, de 6 anos. Ela foi com o marido, que é de Guaraci (SP), tentar a vida na Europa há 11 anos, e há oito estão morando no país do Reino Unido.

Atualmente ele trabalha como motorista em uma distribuidora de vinhos, enquanto Amanda, quando tinha condições, fazia faxinas e trabalhava como autônoma. Amanda tem como grande desejo voltar para o Brasil com toda a família e assim poder ficar ao lado de seu pai, irmãos, avó e sobrinhos.

"Os médicos autorizam a viagem, desde que ela possa fazê-la em condições de segurança e conforto total. A família não dispõe de recursos para cobrir o alto custo das passagens aéreas. Estamos tentando no consulado para trazê-la sem custo, mas é complicado”, diz o irmão.

A vaquinha

A campanha para arrecadar o dinheiro começou nesta terça-feira (13) e arrecadou cerca de 30% do esperado. No site, amigos, familiares e até pessoas que não conhecem a Amanda deixam recado na internet.

"Que Deus abençoe você Amanda, desejo do fundo do meu coração que realize sua vontade de voltar para ver toda sua família. Força, fé, para Deus nada é impossível”, diz uma internauta que colaborou.

Uma vaquinha em um site europeu também foi criada por amigos de Amanda que moram em Londres. "Amanda, você vai conseguir realizar esse desejo. Você merece estar ao lado de quem você ama. Estou rezando por todos vocês. Fiquem com Deus”, escreveu uma colaboradora.

Fonte: G1

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive