Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Exercícios reduzem sequelas da quimioterapia para câncer de mama

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/10/2021 - Data de atualização: 15/10/2021


Os tratamentos de quimioterapia para o câncer de mama em muitas pacientes trazem problemas de memória e alterações na capacidade cognitiva. Um estudo realizado por pesquisadores da Escola de Medicina da Universidade de Saint Louis, nos Estados Unidos, e publicado este mês no Journal of Clinical Oncology comprovou que atividade física, mesmo com quantidade baixa ou moderada, pode contrabalançar os efeitos da quimioterapia sobre o cérebro.

A pesquisa foi feita com um grupo de mais de 500 pacientes, todas avaliadas antes do início da quimioterapia, durante o tratamento e no período depois a alta. Os especialistas observaram que no início do tratamento, somente um terço das pacientes atingia a meta de prática de exercícios ideal para mulheres na sua faixa etária. Esse índice caia para 21% durante a quimioterapia e, após a alta, o número de mulheres que se exercitava voltava para perto de um terço.

Todas as participantes eram avaliadas quanto ao condicionamento aeróbico e tinham a capacidade de raciocínio analisada por testes padronizados. Os testes mostraram que mulheres que faziam exercício de maneira moderada a vigorosa antes de começar a quimioterapia apresentavam resultados melhores nos testes de funcionamento cerebral, o que se mantinha durante todo o tratamento.

A adesão aos protocolos de exercícios foi consistentemente associada a melhores resultados dos testes de função cognitiva, o que mostra que no tratamento do câncer, que por definição deve ser multidisciplinar, a orientação para a prática de exercícios é fundamental.

Estamos no mês da conscientização sobre o câncer e mama, mas este é um tema que deve ser abordado sempre, pois a cada ano cerca de 40 mil brasileiras recebem esse diagnóstico. Infelizmente na maioria dos casos o diagnóstico chega tarde e é necessário incluir cirurgia, radioterapia e quimioterapia, tratamentos mais extensos e com efeitos colaterais mais intensos, em especial a quimioterapia.

Portanto, não se esqueça de realizar atividade física e fazer seus exames regularmente. São medidas simples que podem melhorar o prognóstico da doença e contribuir para haver mais qualidade de vida durante o tratamento.

* As informações e opiniões emitidas neste texto são de inteira responsabilidade do autor, não correspondendo, necessariamente, ao ponto de vista do ge / Eu Atleta.

Fonte: Globo Esporte 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive