Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Bayer Janssen MSD Takeda Astellas UICC Libbs Abbvie Ipsen Sanofi Daiichi Sankyo GSK Avon Nestlé Servier Viatris


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Exercícios, dieta balanceada e controle de peso melhoram a sensação de bem-estar durante o tratamento do câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 16/11/2022 - Data de atualização: 16/11/2022


Hábitos como uma rotina de exercícios e alimentação saudável são essenciais para a melhora no bem-estar e qualidade de vida. Para pessoas que estão passando por um câncer não é diferente. 

Entretanto, a Sociedade Americana do Câncer (ASCO, na sigla em inglês), uma das maiores organizações dedicada à pesquisa do câncer, diz que os benefícios dessas recomendações para pessoas que estão passando por um tratamento não são divulgados e conhecidos o suficiente. 

A fim de prover mais ferramentas para oncologistas e pacientes, o painel de especialistas da ASCO reuniu resultados de estudos clínicos e produziu um guideline sobre o papel desses comportamentos de saúde na resistência à toxicidade do tratamento, aumento da qualidade de vida e o controle do câncer.  

Exercícios e o bem-estar de pacientes oncológicos 

De acordo com o documento da ASCO, pacientes adultos com câncer experienciaram redução dos efeitos colaterais causados por tratamentos sistêmicos, com medicamentos, ou de radiação. 

Os estudos mostraram que a prática de exercícios melhora a função física e força, diminui a fadiga e o declínio da aptidão cardiorrespiratória e reduz as toxicidades na corrente sanguínea. Além disso, as análises afirmam que também há melhora na qualidade de vida.

Especificamente, o guideline recomenda exercícios aeróbicos e de resistência para pacientes com câncer em tratamento ativo. A recomendação é direcionada até mesmo para pacientes com câncer de pulmão, em que a indicação é direcionada para o período perioperatório. 

Em razão disso, os especialistas da ASCO indicam que incluir exercícios na rotina do tratamento é um passo importante. Entretanto, o documento ressalta que a quantidade e intensidade da atividade física deve ser adequada a cada paciente. 

ASCO: orientação sobre alimentação saudável e controle do peso    

De acordo com os estudos reunidos pela ASCO, uma dieta baseada em vegetais e a manutenção do peso dentro do recomendado estão associados a riscos menores de câncer e melhores resultados nos tratamentos. 

Além disso, esses hábitos estão ligados a outros benefícios na saúde não diretamente ligados ao tratamento do câncer. Por exemplo, menores riscos de doenças cardiovasculares e metabólicas, condições comuns em pacientes com câncer. 

Entretanto, o guideline alerta que não há evidências claras sobre qual ou quais seriam as melhores estratégias de dieta saudável e de peso ideal para pessoas em tratamento. 

Por exemplo, o documento relata que algumas dietas populares, como dietas cetogênicas e jejum intermitente, poderiam limitar a absorção de nutrientes, o que influencia na capacidade de um indivíduo de tolerar o tratamento oncológico.

Portanto, a recomendação é que pacientes com câncer sigam as diretrizes de alimentação desenvolvidas para apoiar a saúde geral.

Na dúvida, conte sempre com um especialista no tema e converse com o seu oncologista.  

*Conteúdo produzido pela equipe do Instituto Oncoguia



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive