Tipos de Câncer

Câncer de Mama

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Exercícios após a Cirurgia do Câncer de Mama

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 06/10/2014 - Data de atualização: 25/07/2020


Durante o tratamento do câncer de mama, muitas mulheres acabam precisando fazer algum tipo de cirurgia, como:

  • Biópsia da mama.
  • Biópsia ou retirada dos linfonodos.
  • Cirurgia conservadora da mama.
  • Mastectomia.
  • Reconstrução mamária.

Qualquer um desses procedimentos pode afetar os movimentos do braço e ombro, bem como a realização das atividades diárias, como se vestir, tomar banho e pentear os cabelos.

Independente do tipo de procedimento cirúrgico realizado, a prática de exercícios físicos após a cirurgia ajuda a restabelecer os movimentos e a recuperar a força no braço e no ombro. Auxilia, também, na diminuição da dor e da rigidez nas costas e no pescoço.

Se a paciente fez radioterapia após a cirurgia, os exercícios são ainda mais importantes para ajudar a manter o braço e o ombro flexíveis. A radioterapia pode afetar o braço e o ombro muito tempo após o término do tratamento. Por isso, é importante desenvolver a prática regular de exercícios para manter a mobilidade dos braços e ombros após tratamento radioterápico para o câncer de mama.

Os exercícios abaixo são cuidadosamente programados para mulheres que fizeram a cirurgia de câncer de mama. Converse com seu médico sobre quais são indicados para você e o momento ideal para começar a fazê-los. Não inicie nenhum desses exercícios sem falar primeiro com seu médico.

A semana após a cirurgia

As dicas e exercícios abaixo devem ser feitas de 3 a 7 dias após a cirurgia. Mas lembre-se: só inicie a prática dos exercícios após a autorização do seu médico!

  • Faça suas atividades diárias normalmente com o braço do lado da cirurgia: se pentear, tomar banho, se vestir e comer.
  • Com o braço elevado na posição acima do nível do coração, abra e feche a mão de 15 a 25 vezes. Em seguida, flexione e estenda seu cotovelo várias vezes. Você também pode flexionar o cotovelo e tocar o ombro do mesmo lado algumas vezes, depois faça isso do lado oposto algumas vezes. Além disso, você pode levantar os braços até a altura dos ombros ou até onde for possível, sem puxar os drenos, e abaixá-los novamente algumas vezes. Repita 3 a 4 vezes ao dia. Este exercício ajuda a reduzir o inchaço através do bombeamento do líquido linfático do braço.
  • Pratique exercícios de respiração profunda (usando o diafragma) pelo menos 6 vezes ao dia. Deite de costas e respire lenta e profundamente. Inspire o máximo de ar que puder enquanto tenta expandir o peito e o abdome. Relaxe e expire. Repita isso 4 ou 5 vezes. Este exercício ajudará a manter o movimento normal do tórax, facilitando o funcionamento dos pulmões. Faça exercícios de respiração profunda com frequência.

Dicas gerais para os exercícios

Os exercícios descritos aqui podem ser iniciados assim que seu médico autorizar, o que geralmente ocorre dentro de uma semana após a cirurgia.

Aqui estão algumas coisas para se ter em mente após a cirurgia de câncer de mama:

  • Você poderá sentir um aperto na mama e axila após a cirurgia. Isso é normal, e diminuirá conforme você faz seus exercícios.
  • Muitas mulheres sentem formigamento, dormência ou dor na parte posterior do braço e/ou na parede torácica. Isso ocorre porque a cirurgia pode irritar alguns nervos. Essa sensação tende a aumentar algumas semanas após a cirurgia, mas continue seus exercícios normalmente a menos que você perceba que está piorando.
  • Experimente fazer os exercícios após um banho quente, quando os músculos estão quentes e relaxados.
  • Use roupas confortáveis ao fazer os exercícios.
  • Faça os exercícios lentamente até sentir um estiramento suave. Mantenha cada trecho no final do movimento e conte lentamente até 5. É normal sentir puxar enquanto estica a pele e os músculos que foram afetados pela cirurgia. Não faça movimentos bruscos durante os exercícios. Você não deve sentir dor, apenas alongamento suave.
  • Tente fazer cada exercício corretamente. Repita cada um de 5 a 7 vezes.
  • Faça os exercícios duas vezes por dia até recuperar a flexibilidade normal.
  • Procure respirar profundamente, de dentro para fora, a cada exercício.
  • Inicie os exercícios deitada, mova-se para a posição sentada e finalize-os em pé.

A seguir alguns exercícios mais comuns que você pode fazer após a cirurgia da mama. Fale com seu médico e veja quais são os mais adequados para você. Não inicie nenhum desses exercícios sem antes conversar com seu médico.

Exercícios com o bastão

Este exercício aumenta a sua capacidade de mover os ombros para a frente. Você precisará de um cabo de vassoura, ou outro objeto tipo bastão. Deite de costas com os joelhos flexionados e os pés no chão.

  • Segure o bastão na sua barriga com as 2 mãos e as palmas voltadas para cima.
  • Levante o bastão com os braços esticados, na medida do possível. Use seu braço não operado para ajudar a levantar o bastão até sentir um tipo de estiramento no braço do lado operado.
  • Segure por 5 segundos.
  • Abaixe os braços e repita 5 a 7 vezes.

Exercícios com o cotovelo

Este exercício aumenta o movimento na parte anterior do peito e ombro. Deite de costas com os joelhos flexionados e os pés no chão.

  • Feche as mãos atrás do pescoço com os cotovelos apontando para o teto.
  • Mova os cotovelos para fora e para baixo em direção ao chão.
  • Repita de 5 a 7 vezes.

Alongamento em lâmina do ombro

Este exercício aumenta o movimento do ombro.

  • Sente-se numa cadeira perto de uma mesa e encoste suas costas na cadeira.
  • Coloque o braço não operado na mesa com o cotovelo curvado e a palma para baixo. Não mova este braço durante o exercício.
  • Coloque o braço operado na mesa, a palma para baixo, com o cotovelo reto.
  • Sem mover o tronco, deslize o braço operado para frente, em direção ao lado oposto da mesa. Você deve sentir seu ombro se mover enquanto você faz isso.
  • Relaxe o braço e repita de 5 a 7 vezes.

Apertando em lâmina o ombro

Este exercício também aumenta o movimento do ombro.

  • Sente-se numa cadeira em frente a um espelho. Não apoie as costas na cadeira.
  • Seus braços devem estar ao seu lado com os cotovelos flexionados.
  • Aperte suas omoplatas juntas, colocando os cotovelos atrás de você. Mantenha seus ombros nivelados conforme você faz isso. Não levante os ombros.
  • Volte para a posição inicial e repita esse exercício de 5 a 7 vezes.

Curvas para o lado

Este exercício aumenta o movimento do tronco e do corpo.

  • Sente-se numa cadeira e coloque as mãos na sua frente. Levante os braços lentamente sobre a cabeça, esticando-os.
  • Quando seus braços estiverem sobre a sua cabeça, incline seu tronco para a direita, mantendo os braços sobre a cabeça.
  • Volte para a posição inicial e incline seu tronco para a esquerda.
  • Repita de 5 a 7 vezes.

Alongamento da parede torácica

Este exercício alonga o peito.

  • Fique de frente para uma quina com os dedos dos pés afastados de 20 a 30 cm da parede.
  • Flexione os cotovelos e coloque os antebraços na parede, um de cada lado. Seus cotovelos devem estar o mais próximo possível da altura dos ombros.
  • Mantenha seus braços e pés no lugar e mova seu peito em direção à quina. Você sentirá como se estivesse esticando seu peito e ombros.
  • Volte para a posição inicial e repita de 5 a 7 vezes.
  • A imagem mostra o alongamento de ambos os lados ao mesmo tempo, mas você pode fazer primeiro o lado direito e depois o esquerdo se achar mais confortável.

Alongamento do ombro

Este exercício aumenta sua mobilidade no ombro.

  • Fique de frente para a parede com os dedos dos pés afastados de 20 a 30 cm da parede.
  • Coloque as mãos na parede. Use os dedos das mãos para "subir a parede", alcançando o máximo que puder até sentir um se fosse um estiramento.
  • Volte para a posição inicial e repita de 5 a 7 vezes.
  • A imagem mostra os dois braços ao mesmo tempo, mas talvez seja mais fácil levantar um de cada vez.

Após a cirurgia

Comece a exercitar-se lentamente e vá aumentando o ritmo. Pare de se exercitar e fale com seu médico imediatamente se você:

  • Se sentir fraca ou começar a perder o equilíbrio.
  • Aumentarem as dores ou outras sensações estranhas no braço.
  • Sentir dor ou sensações estranhas no braço.
  • Tiver dores de cabeça, tonturas, visão turva, ou formigamento nos braços ou na mama.
  • Apresentar inchaço ou piorar um já existente.

O exercício é importante para manter seus músculos e corpo saudáveis, mas também é importante que o exercício seja seguro. Converse com seu médico sobre o tipo certo de exercícios para você e, em seguida, defina metas para aumentar seu nível de atividade física.

Outros tipos de exercício

O exercício para ajudar a melhorar a capacidade aeróbica (coração-pulmão) também é importante. Há evidências de que a ginástica e a perda de peso podem até reduzir o risco de que alguns tipos de câncer voltem após o tratamento. Converse com seu médico sobre a realização de exercícios físicos durante e após o tratamento do câncer de mama.

Outros exercícios são projetados para reduzir o risco de linfedema ou inchaço no braço do lado que você fez a cirurgia. Os exercícios mostrados aqui são principalmente projetados para recuperar a amplitude de movimento (flexibilidade) do braço e do ombro. Converse com seu médico sobre o seu risco de desenvolver linfedema e como reduzir esse risco.

Os exercícios de fortalecimento são recomendados como parte do programas de exercícios regulares para melhorar a saúde. Estes não são iniciados até 4 a 6 semanas após a cirurgia e devem ser adaptados à sua condição médica. O melhor começar esses exercícios sob a supervisão de um fisioterapeuta, para ter certeza de que você está fazendo os exercícios corretamente.

Texto originalmente publicado no site da American Cancer Society, em 18/09/2019, livremente traduzido e adaptado pela Equipe do Instituto Oncoguia.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive