top
Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[EXECUTIVO] Lentidão na execução do Plano de Expansão da Radio

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 10/03/2016 - Data de atualização: 10/03/2016


O que houve?
 
Foi veiculada no programa "Bom Dia Brasil” do dia 07/03/16, matéria sobre a falta de aparelhos de radioterapia para que pacientes da rede pública de saúde realizem esta etapa de seu tratamento oncológico. A matéria destacou a lentidão para a realização das obras relacionadas ao Plano de Expansão da Radioterapia, instituído pelo Ministério da Saúde, e o prejuízo aos pacientes que dependem da radioterapia para realizarem seus tratamentos.
 
Plano de Expansão da Radioterapia

 
O Plano de Expansão da Radioterapia, do Governo Federal, prevê a instalação de 80 máquinas para diminuir a fila da radioterapia em todo o país. A entrega depende de construção e reformas nos hospitais para a instalação dos equipamentos. De acordo com a matéria exibida pelo Bom Dia Brasil, e informativo do próprio Ministério da Saúde, em outubro do ano passado, somente em quatro hospitais as obras estavam adiantadas. Cinco meses depois, a equipe do programa voltou a esses quatro hospitais, mas nenhuma máquina foi entregue ainda. O status das quatro obras, exibidas na matéria, são os seguintes:
 
No hospital da Fundação Hospitalar Estadual do Acre, em Rio Branco, as obras para receber o equipamento estão paradas.
 
No hospital da Fundação Assistencial da Paraíba, em Campina Grande, a obra está quase pronta, mas o aparelho ainda não chegou.
 
No Hospital Dom Pedro de Alcântara, em Feira de Santana, na Bahia, a promessa ficou para abril.
 
Na Santa Casa de Misericórdia em Maceió, a obra vai se prorrogar por mais uns três ou quatro meses, pelo desafio de executar essa obra dentro do hospital.
 
E agora?
        
  • O Ministério da Saúde deu novos prazos para a conclusão das obras. Nos hospitais da Paraíba, Alagoas e Bahia, citados na reportagem, a entrega dos equipamentos, segundo o Ministério, deverá ocorrer em 2016 - mas não informaram uma data específica.
 
  • Para o hospital do Acre e o de Brasília, o prazo ficou para 2017. O Tocantins disse que falta uma autorização da Comissão Nacional de Energia Nuclear para a instalação do equipamento de radioterapia.
 
  • Fora do Plano, em Pernambuco, onde uma máquina está na caixa há quase dez anos, a instalação foi prometida para o mês que vem. ( Fonte: G1)
 
Em informativo do Ministério da Saúde deste mês, constatamos que seis novas obras foram iniciadas, e outras sete encontram-se em fase de licitação da obra.

O Instituto Oncoguia vem acompanhando a execução do Plano de Expansão da Radioterapia, e, com o intuito de contribuir para a rápida instalação dos equipamento de radioterapia e evitar maiores atrasos, criou uma iniciativa de advocacy com o objetivo de promover ações de monitoramento e articulação com os diferentes atores envolvidos no Plano de Expansão, como o Ministério da Saúde, Comissão Nacional de Energia Nuclear, vigilâncias sanitárias locais, hospitais e construtoras formas sustentáveis e legítimas para agilizar cada etapa do processo, diminuindo assim o processo, viabilizando a diminuição das filas para a realização do tratamento de radioterapia do Sistema Único de Saúde.  A primeira fase dessa iniciativa se concentrará na implementação do equipamento na Santa Casa de Sorocaba/SP, onde vários problemas sobre a demora em se realizar o tratamento foram relatados ao nosso Programa de Apoio ao Paciente.

Veja mais detalhes da iniciativa Monitorando o Plano de Expansão de Radioterapia no SUS.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive