Núcleo de

Advocacy

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[EXECUTIVO] ANS publica Resolução com o novo Rol de Procedimentos

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 30/10/2015 - Data de atualização: 30/10/2015


O que houve?

Foi publicada na quinta-feira (29), no Diário Oficial da União, a Resolução Normativa 387, de 28 de outubro de 2015, que atualiza o Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, no âmbito da saúde suplementar.
 
Contexto


O rol de procedimentos e eventos em saúde constitui a referência básica para cobertura assistencial mínima nos planos privados de assistência à saúde. Este rol é atualizado bienalmente pela Agência Nacional de Saúde, que conta, através de Consultas Públicas, com a participação da sociedade para a sua elaboração. Neste ano, o Instituto Oncoguia enviou valiosas sugestões para aprimoramento do rol, como também, mobilizou a sociedade a participar deste importante processo de participação popular. Dentre as sugestões propostas pelo Instituto destacam-se abaixo àquelas que foram acatadas pela Agência:
 
1.1. Exclusão do inciso VII, do §1º, do art. 19:

A Resolução Normativa 387/2015 acatou a sugestão de exclusão do inciso VII, do 1°, do art. 19 para que não haja no texto previsão de vinculação das decisões da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS – CONITEC, como critério de exclusão assistencial pelos planos de saúde no fornecimento de medicamentos prescritos durante a internação hospitalar.
 
2. Mudanças sugeridas no Anexo II (Diretrizes de utilização):
 
2.1. Alteração na Diretriz de Utilização nº 62 – "Terapia antineoplásica oral para tratamento do câncer” objetivando (a) reinserir na lista o medicamento Everolimus para câncer de mama metastático RH+ com progressão de doença em vigência de inibidor de aromatase; Inclusões: A Agência reinseriu o medicamento Everolimus para o tratamento de câncer de mama metastático receptor hormonal positivo após falha de primeira linha hormonal, em associação com exemestano.
 
2.2. Alteração na Diretriz de Utilização nº 52 – "Medicamentos para controle de efeitos adversos e adjuvantes relacionados a tratamentos antineoplásicos (...)IV - Terapia para dor neuropática relacionada ao uso de antineoplásicos”. A Agência acatou a sugestão e não há no texto a previsão restrita à dor neuropática e sim à dor relacionada ao uso de antineoplásicos.
 
2.3. Inclusão de procedimento: "Teste NRAS (com diretriz de utilização)” . A Agência acatou a sugestão nos seguintes termos: 57. N-RAS – 1. Cobertura obrigatória para o diagnóstico de elegibilidade de pacientes com indicação de uso de medicação em que a bula determine a análise de presença/mutação dos genes para o início do tratamento.
 
A Agência Nacional de Saúde ainda manteve as inclusões propostas na minuta de Consulta Pública, dos seguintes quimioterápicos orais:
 
  • Acetato de Abiraterona para câncer de próstata metastático resistente à castração que são assintomáticos ou levemente sintomáticos após falha à terapia de privação androgênica;

  • Enzalutamida para câncer de próstata metastático resistente à castração em homens que receberam quimioterapia prévia com docitaxel;
  • Everolimus para pacientes com tumôres neuroendócrinos avançado (NET) localizados no pâncreas.
 
O novo rol incluiu também a laserterapia para o tratamento da inflamação da mucosa devido a quimioterapia ou radioterapia; e a termoterapia transpupilar a laser para o tratamento de melanoma.

A ANS também ampliou o uso de outros procedimentos já ofertados no rol da agência. Veja:

  • Sessões com fonoaudiólogo: de 24 para 48 ao ano para pacientes com gagueira e idade superior a sete anos e transtornos da fala e da linguagem; de 48 para 96, para quadros de transtornos globais do desenvolvimento e autismo; e 96 sessões, para pacientes que se submeteram ao implante de prótese auditiva ancorada no osso.

  • Consultas em nutrição: de seis para 12 sessões, para gestantes e mulheres em amamentação.

  • Sessões de psicoterapia: de 12 para 18 sessões.
 
E agora?

A referida norma entra em vigor a partir de 2 de janeiro de 2016. O Instituto Oncoguia agradece a todos envolvidos que participaram ativamente no envio das contribuições para a Consulta Pública que findou na Resolução Normativa 387/2015 e informa, ainda, que analisará através de seus comitês, científico e jurídico, a íntegra do texto e seus anexos, publicados hoje, para a apresentação à sociedade de informações complementares que julgar importantes.

Anexos da Resolução Normativa 387/2015:



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive