Tipos de Câncer

Macroglobulinemia de Waldenstrom

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Exames de Laboratório para Macroglobulinemia de Waldenstrom

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 14/07/2014 - Data de atualização: 13/11/2017


A suspeita de macroglobulinemia de Waldenstrom pode ser feita se o seu médico constatar que suas taxas sanguíneas estão baixas ou existem níveis de proteína incomuns nos exames de sangue. Ele solicitará uma eletroforese de proteínas séricas para determinar quais proteínas estão alteradas. Só depois destes exames que será considerada a realização de uma biópsia da medula óssea ou de um linfonodo.

  • Taxas Sanguíneas. O hemograma completo mede os níveis de glóbulos vermelhos, glóbulos brancos e plaquetas no sangue. Se as células de linfoma estiverem em grande parte da medula óssea, estes níveis serão baixos.

  • Imunoglobulinas. Este exame mede os níveis de diferentes anticorpos (imunoglobulinas) no sangue - IgA , IgE , IgG , e IgM - para verificar se alguns deles estão diminuídos ou elevados. Na macroglobulinemia de Waldenstrom o nível de IgM é alto, mas o nível de IgG é geralmente baixo.

  • Eletroforese. A imunoglobulina produzida na macroglobulinemia de Waldenstrom é um anticorpo IgM anormal. Este anticorpo é monoclonal, o que significa ter muitas cópias exatas do mesmo anticorpo. A eletroforese de proteínas séricas mede a quantidade total de imunoglobulinas no sangue e encontra qualquer imunoglobulina monoclonal. Outro exame, como a imunofixação ou imunoeletroforese, é então usado para determinar o tipo do anticorpo anormal. Encontrar um anticorpo monoclonal de IgM no sangue é necessário para diagnosticar a macroglobulinemia de Waldenstrom. A proteína anormal na macroglobulinemia de Waldenstrom é conhecida por diferentes nomes, incluindo imunoglobulina monoclonal M, proteína IgM, IgM pico, IgM paraproteína, proteína M e M-spike. Outros tipos de imunoglobulinas monoclonais, como IgA ou IgG, são encontradas em diferentes doenças, como no mieloma múltiplo e alguns linfomas.

  • Viscosidade. A viscosidade é uma medida de quanto o sangue está espesso. Se o nível de IgM está muito alto, isso fará com que o sangue se torne espesso (viscoso), de modo que ele não circulará como deveria pelos vasos sanguíneos.

  • Cryocrit. Este exame mede a quantidade de crioglobulinas, uma proteína que se aglomera em conjunto e bloqueia os vasos sanguíneos em temperaturas frias.

  • Aglutininas Frias. Aglutininas frias são anticorpos que atacam e destroem as células vermelhas do sangue, especialmente em temperaturas mais frias. Estas células mortas podem se acumular e obstruir os vasos sanguíneos. Um exame de sangue pode ser usado para detectar estes anticorpos.

  • Microglobulina Beta-2. Este exame mede outra proteína produzida pelas células cancerosas da macroglobulinemia de Waldenstrom. Esta proteína por si só não causa nenhum problema, mas é um indicador de prognóstico do paciente. Níveis elevados dessa proteína estão relacionados com pior prognóstico.

Fonte: American Cancer Society (28/01/2015)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive