Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Estudo identifica 100 genes que determinam a cor do cabelo

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 19/04/2018 - Data de atualização: 19/04/2018


Uma equipe de cientistas identificou 124 genes que contribuem para determinar a cor do cabelo, uma descoberta que ajuda a entender doenças vinculadas à pigmentação, como o melanoma, uma forma agressiva de câncer de pele.

A descoberta foi feita por especialistas do King's College de Londres e do Centro Médico Erasmus de Roterdã e publicada na "Nature Communications" nesta segunda-feira (16).

O novo estudo conseguiu determinar genes desconhecidos até então, após analisar o DNA de quase 300 mil pessoas de descendência europeia, junto com a informação fornecida por eles mesmos sobre a cor do cabelo.

Ao comparar as contribuições recebidas com a informação genética, a equipe identificou 124 genes envolvidos no desenvolvimento da cor, dos quais mais de cem tinham desconhecida a influência na pigmentação.

Segundo o cientista Tim Spector, líder do grupo de especialistas, do King's College de Londres, o trabalho terá impacto em vários campos da biologia e da medicina.

'Como o maior estudo genético já realizado, o trabalho melhorará o nosso entendimento de doenças como o melanoma, uma forma agressiva de câncer de pele', disse o especialista.

Os genes que afetam a cor do cabelo também se manifestam em outros tipos de câncer, segundo constataram os pesquisadores. Isso contribui para ampliar o conhecimento sobre doenças de pele, sobre alguns tipos de câncer, como os de ovário e próstata, e é relevante também para a medicina legal.

Segundo Spector, o trabalho ajuda a entender a diversidade humana "ao mostrar como os genes implicados na pigmentação sutilmente se adaptam ao ambiente externo e inclusive às interações sociais durante a nossa evolução".

Fonte: G1

As opiniões contidas nas matérias divulgadas refletem unicamente a opinião do veículo, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte do Instituto Oncoguia.

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive