top

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Boehringer Eisai Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Esteticista e cabeleireira elevam autoestima de pacientes com câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 06/03/2017 - Data de atualização: 06/03/2017


Um esteticista de Taubaté e uma cabeleireira de Pindamonhangaba decidiram fazer a diferença na vida de mulheres que precisam de ajuda. Elas tentam amenizar, por meio da estética e da autoestima, a dor e as marcas deixadas nas mulheres em tratamento contra o câncer.

Em 2010 a cabeleireira Nadir dos Santos Moreira descobriu que tinha um câncer de mama. Na cirurgia, todo seio foi retirado. Para ela, esse foi um período difícil. "No momento da descoberta da doença a gente só pensa que vai morrer, aí você começa a se olhar e ver que tem algo faltando na gente. As mulheres gostam de se olhar e se sentir bem", disse.

Agora, a relação dela com o espelho é bem diferente. Nadir reconstruiu o formato do mamilo com ajuda da esteticista Sueli Arone, que é especialista em micropigmentação. Ela atende de graça as mulheres que tratam a doença pelo SUS.

"Os próprios médicos indicam que seja feito esse trabalho, até mesmo para finalizar o trabalho deles. Eu faço isso porque além da minha profissão, algo que sei fazer bem, é algo que possibilita que eu ajude alguém. Se a cliente fica satisfeita, a minha satisfação é em dobro", disse.

Em um salão de beleza em Pindamonhangaba, mulheres que também passaram pelo tratamento contra um câncer ganharam um incentivo para recuperar a autoestima. A dona do estabelecimento, Gabriela Martuscelli vivenciou de perto os prejuízos causados pela doença.

"Há dois anos eu fui diagnosticada com câncer de mama, um câncer agressivo e invasiso, com tratamento sério, vi que ficaria careca e percebi o quanto é importante se sentir bela, se sentir bem. Aí eu passei a trabalhar com doações de cabelo para poder juntar e fazer uma peruca. Graças a Deus a gente tem conseguido", disse.

A filha, Isabella Martuscelli, apoiou a mãe abrindo mão do cabelo longo para deixar a mãe mais bonita e feliz durante o tratamento. "Na hora eu falei: 'Mãe eu vou cortar, vou doar, ficar com o cabelo curto que nem o seu'. Nós tínhamos cabelo comprido e eu reforcei que ela não estava sozinha nessa, que eu estava junto, vamos arrumar o cabelo juntas", afirmou.

A vaidade, amor próprio e ao próximo, são dons que as mulheres mostram que têm de sobra em momentos difíceis. "Você tem que olhar no espelho e pensar eu estou bonita, mas o mais importante é estar viva", concluiu Gabriela.

Fonte: G1

Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2017 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive