Tipos de Câncer

Câncer de Rim

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Estadiamento do Câncer de Rim

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 20/11/2014 - Data de atualização: 15/02/2018


O estadiamento descreve aspectos do câncer, como localização, se disseminou, e se está afetando as funções de outros órgãos do corpo. Conhecer o estágio do tumor ajuda na definição do tipo de tratamento e a prever o prognóstico do paciente.

Existem dois tipos de estadiamento para o câncer de rim:

  • Clínico. É a melhor estimativa da extensão da doença, baseado nos resultados do exame físico, biópsia, e exames de imagem.
  • Patológico. Baseado nos mesmos fatores do estágio clínico, somado aos achados durante o procedimento cirúrgico.

Os estágios clínicos e patológicos podem ser diferentes em alguns casos, por exemplo, durante a cirurgia o médico pode encontrar doença em uma área que não aparecia nos exames de imagem, o que implica num estadiamento patológico mais avançado.

Sistema de Estadiamento TNM


O sistema de estadiamento utilizado para o câncer de rim é o sistema TNM da American Joint Committee on Cancer. O sistema TNM utiliza três critérios para avaliar o estágio do câncer: o próprio tumor, os linfonodos regionais ao redor do tumor, e se o tumor se disseminou para outras partes do corpo.

TNM é abreviatura de tumor (T), linfonodo (N) e metástase (M):

  • T. Indica o tamanho do tumor primário e se disseminou para outras áreas.
  • N. Descreve se existe disseminação da doença para os linfonodos regionais ou se há evidência de metástases em trânsito.
  • M. Indica se existe presença de metástase em outras partes do corpo.

Tumor. Pelo sistema TNM, o T acompanhado de um número (0 a 4) é usado para descrever o tumor primário, particularmente o seu tamanho. Pode também ser atribuída uma letra minúscula "a" ou "b" com base na ulceração e taxa mitótica.

Linfonodo. O N no sistema TNM representa os linfonodos regionais, e também é atribuído a ele um número (0 a 3), que indica se a doença disseminou para os gânglios linfáticos. Pode também ser atribuída uma letra minúscula "a", "b", ou "c", conforme descrito abaixo.

Metástase. O M no sistema TNM indica se a doença se disseminou para outras partes do corpo.

  • Tumor Primário (T)

TX. O tumor primário não pode ser avaliado.

T0. Não existem evidências do tumor primário.

T1. O tumor tem até 7 cm de diâmetro e está contido no rim.
T1a. O tumor tem até 4 cm de diâmetro e está contido no rim.
T1b. O tumor tem entre 4 cm e 7 cm de diâmetro e está contido no rim.

T2. O tumor tem mais do que 7 cm de diâmetro e está contido no rim.
T2a. O tumor tem entre 7 cm e 10 cm de diâmetro e está contido no rim.
T2b. O tumor tem mais do que 10 cm de diâmetro e está contido no rim.

T3. O tumor está invadindo a veia principal ou o tecido em torno do rim, mas não atingiu a glândula adrenal ou a fáscia de Gerota (camada fibrosa que envolve o rim e o tecido adiposo nas proximidades).
T3a. O tumor invadiu a veia principal ou o tecido adiposo em torno do rim.
T3b. O tumor invadiu a veia cava (que leva sangue ao coração) dentro do abdome.
T3c. O tumor invadiu a veia cava dentro do tórax e está invadindo a parede da veia cava.

T4. O tumor se disseminou para além da fáscia de Gerota. O tumor pode ter invadido a glândula adrenal.

  • Linfonodos Regionais (N)

NX. Os linfonodos próximos não podem ser avaliados.

N0. Não disseminou para os linfonodos próximos.

N1. O câncer se disseminou para os linfonodos próximos.

  • Metástase à Distância (M)

M0. O câncer não disseminou para os linfonodos, órgãos ou tecidos distantes.

M1. O câncer se disseminou para os linfonodos e outros órgãos, como pulmões, ossos, fígado ou  cérebro.

  • Estágios do Câncer

Estágio I. T1, N0, M0.

Estágio II. T2, N0, M0.

Estágio III. T3, N0, M0 ou T1 a T3, N1, M0.

Estágio IV. T4, qualquer N, M0; Qualquer T, qualquer N, M1.

Outros Sistemas de Estadiamento e Prognóstico

O sistema de estadiamento TNM é útil, mas alguns médicos dizem que existem outros fatores, além da extensão do tumor, que devem ser considerados na determinação do prognóstico e tratamento da doença.

Sistema de Estadiamento Integrado da Universidade da Califórnia Los Angeles (UCLA)

Este é um sistema mais complexo, que surgiu em 2001. Foi concebido para melhorar o sistema de estadiamento da AJCC. Junto com o estágio do câncer, esse sistema leva em conta o estado de saúde geral do paciente e a graduação de Fuhrman do tumor. Esses fatores são combinados para dividir as pessoas em grupos de baixo, intermediário e alto risco.

Estimativa da Sobrevida


O estadiamento da doença é um importante prognóstico da sobrevida, embora outros fatores também sejam importantes. Por exemplo, os pesquisadores relacionaram determinados fatores com um menor tempo de sobrevida para pacientes com câncer de rim avançado. Estes fatores incluem:

  • Nível de (LDH) lactato desidrogenase sanguínea alto.
  • Nível de cálcio no sangue elevado.
  • Anemia.
  • Doença disseminada para dois ou mais órgãos.
  • Menos de um ano desde o diagnóstico até a necessidade de um tratamento sistêmico.
  • Estado geral de saúde ruim.

Pacientes que não têm nenhum desses fatores são considerados com bom prognóstico. Aqueles que têm 1 ou 2 fatores são considerados de prognóstico intermediário. E os que têm 3 ou mais destes fatores são considerados com um prognóstico reservado e com menor probabilidade de se beneficiar de determinados tratamentos.

Fonte: American Cancer Society (01/08/2017)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive