Tipos de Câncer

Câncer de Pele Basocelular e Espinocelular

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Estadiamento do Câncer de Pele Basocelular e Espinocelular

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 07/09/2015 - Data de atualização: 26/03/2019


O estadiamento descreve aspectos do câncer como localização, se disseminou e se está afetando as funções de outros órgãos do corpo. Conhecer o estágio do tumor ajuda na definição do tipo de tratamento e a prever o prognóstico do paciente.

Câncer de pele basocelular. Raramente é necessário determinar o estágio dos cânceres de pele basocelulares porque esses cânceres quase sempre são curados antes de se disseminarem para outras partes do corpo.

Câncer de pele espinocelular. Como o câncer de pele espinocelular pode se disseminar, é importante determinar o estágio da doença, principalmente em pessoas com maior risco, o que inclui, por exemplo, aquelas que fizeram transplantes de órgãos ou têm infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV), que causa a AIDS. A maioria dos cânceres de pele espinocelular que acomete a região da cabeça e pescoço tende a ter um risco aumentado de recidiva ou disseminação em comparação com aqueles que ocorre em outros locais.

O sistema de estadiamento em vigência para o câncer de pele é de janeiro de 2018 e se aplica ao câncer de pele basocelular e espinocelular da região da cabeça e pescoço (lábio, orelha, face, couro cabeludo e pescoço).

O sistema de estadiamento utilizado para o câncer de pele basocelular e espinocelular é o sistema TNM da American Joint Commission on Cancer, que utiliza três critérios para avaliar o estágio do câncer: o próprio tumor, os linfonodos regionais ao redor do tumor e se o tumor se espalhou para outras partes do corpo.

TNM é abreviatura de tumor (T), linfonodo (N) e metástase (M):

  • T. Indica o tamanho do tumor primário, onde está localizado e até onde se disseminou.
  • N. Descreve se existe disseminação da doença para os linfonodos regionais ou se há evidência de metástases em trânsito.
  • M. Indica se existe presença de metástase em outras partes do corpo.

Números ou letras após o T, N e M fornecem mais detalhes sobre cada um desses fatores. Números mais altos significam que a doença está mais avançada. Depois que as categorias T, N e M são determinadas, essas informações são combinadas em um processo denominado estadiamento geral.

O estágio inicial do câncer de pele é denominado estágio 0 e, em seguida, os estágios variam de 1 a 4, onde o estágio 4 significa que a doença está mais disseminada. E dentro de um estágio, uma letra anterior significa um estágio inferior.

Fonte: American Cancer Society (20/12/2017)



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2020 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive