Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

[ESCLARECIMENTO] OMS da parecer afirmando que uso de celular poderia estar relacionado a câncer cerebral

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 15/09/2015 - Data de atualização: 15/09/2015


Após uma análise de todos os dados disponíveis publicados sobre o tema, um painel de 31 cientistas que compõe o IARC (International  Agency for Research on Câncer), classificou o uso de celular como possivelmente implicado na causa de tumores cerebrais. Esta afirmativa deve no entanto ser lida ao pé da letra: depois da análise criteriosa dos dados disponíveis, que consistem basicamente de chamados estudos epidemiológicos (analisa-se a incidência da doença em populações com uso variado de celular ou outra exposição a campo eletromagnético), considera-se que é possível que uso de celular cause câncer, mas não se pode afirmar isto, nem recomendar que não se use mais o celular.
 
Como o usuário de celular pode usar esta informação?

  1. Não há absolutamente nenhum dado novo que comprove que celular causa câncer cerebral, portanto ...
  2. Este comunicado não é uma recomendação contra o uso de celular.
  3. Como tudo em medicina, excessos são potencialmente ruins. Isto vale para bebida, tabaco, obesidade. E isto vale também para celular e exposição a campo eletromagnético.
  4. Se você precisa utilizar o celular com frequência, tente usá-lo com um fone de ouvido acoplado ao microfone (aqueles que ficam conectados ao aparelho por um cabo), e mantenha o celular longe da cabeça (por exemplo na cintura).
  5. A OMS, neste momento, apenas pode afirmar que é possível a associação entre uso do celular e câncer, mas não afirma que esta associação de fato seja uma verdade comprovada.
 
Vale ainda mencionar que os dados completos da análise destes especialistas será publicada na revista Lancet Oncology, no início de Julho.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive