Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Entendendo os Resultados de Patologia

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 02/04/2015 - Data de atualização: 02/04/2015


Os resultados de patologia têm um papel fundamental nas decisões sobre o tratamento, e muitos pacientes querem saber mais sobre os seus resultados. Converse com seu médico para que ele possa explicar esses resultados com mais detalhes e de forma mais fácil. Procure entender como os resultados influenciam nas opções de tratamento disponíveis e ajudam a prever seu prognóstico. Alguns patologistas irão ajudá-lo a compreender os resultados. Mas, outros acreditam que seu médico (oncologista, cirurgião ou outros médicos) é o mais indicado para explicar os resultados, por conhecerem melhor seu caso em específico. Além disso, seu médico pode discutir com mais propriedade assuntos de índole pessoal que podem ser complexos.  

Você pode pedir cópias de seus laudos patológicos, o que é muito útil para você manter uma pasta com os registros da evolução da doença. Se você consultar outros médicos eles terão acesso aos seus laudos facilitando assim informações sobre sua doença. Da mesma forma se você decide consultar uma segunda opinião. Alguns hospitais têm como política solicitar que as amostras de tecidos e blocos de parafina sejam vistas pelos patologistas da própria instituição. Alguns laboratórios podem fornecer as lâminas em caso de você procurar uma segunda opinião ou consulta. Outros laboratórios enviam as imagens diretamente ao departamento de patologia do hospital onde você fará sua consulta. Se você ou seu médico tiver alguma dúvida sobre seu diagnóstico anatomopatológico, suas lâminas e blocos podem ser revisados ​​por outro patologista.

Informações incluídas no Laudo de Patologia


O laudo de patologia pode ser bastante longo e complexo. Entretanto, pode ser dividido em alguns tópicos:

  • Informações de Identificação

As informações gerais de identificação incluem nome do paciente, número de registro médico emitido pelo hospital, data em que a biópsia ou cirurgia foi realizada e o número único da espécime (que é atribuído no laboratório).

  • Informações Clínicas

Essa seção do laudo contém as informações do paciente que foram fornecidas pelo médico que retirou a amostra de tecido. Isso pode incluir um histórico clínico do paciente e solicitações especiais ao patologista.

Por exemplo, se uma amostra de nódulo linfático foi removida de um paciente para diagnóstico de câncer metastático, o médico fará uma observação sobre o tipo de câncer suspeito de ser o primário. Esta informação é muito útil para orientar o patologista na seleção dos estudos especiais
que possam ser necessários para diagnosticar se é uma metástase (disseminação) do câncer primário ou um novo tipo câncer que começou no linfonodo.

  • Descrição Macroscópica  

Neste item, o patologista descreve a amostra por observação direta, incluindo as dimensões e a consistência da amostra.

Amostras grandes, por exemplo, de uma mastectomia terá uma descrição mais longa, incluindo o tamanho de toda a amostra, tamanho da lesão, margem cirúrgica, inclusão dos gânglios linfáticos que foram retirados e  o aspecto do tecido mamário sem doença. O resumo do local exato de onde foi retirada a amostra também é incluído.

Para amostras de citologia, a descrição macroscópica é curta e, geralmente, observa o número de lâminas da amostra. Se a amostra é um fluído corporal, são anotados a cor e o volume.

  • Descrição Microscópica

Esta é a descrição do que o patologista vê sob o microscópio. A aparência das células cancerosas, sua disposição, a extensão da invasão ao tecido normal são geralmente incluídas na descrição microscópica. Os resultados de quaisquer outros estudos realizados  podem ser incluídos na  descrição microscópica ou em uma seção separada.

  • Diagnóstico

A parte mais importante do laudo de patologia é o diagnóstico final. O médico baseia-se neste laudo para decidir as melhores opções de tratamento. Se o diagnóstico é câncer, esta seção vai destacar o tipo exato de câncer e geralmente seu estadiamento

  • Comentários

Após o diagnóstico final, o patologista pode querer adicionar outras informações para o médico solicitante. Essa seção é usada para esclarecer uma preocupação ou recomendar a realização de mais estudos e exames.


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive