Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Danone Nutricia Sanofi Grunenthal Sirtex Servier Oncologia


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Em busca dos direitos do paciente de planos de saúde

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 04/12/2020 - Data de atualização: 04/12/2020


Antonieta Rudella, de 86 anos, foi diagnosticada com câncer de mama em 2016. Paciente do plano de saúde do hospital São Cristóvão, ela tomava mensalmente uma injeção de hormonioterapia, porém em março de 2020, por causa da pandemia de coronavírus, o tratamento foi interrompido.

A família de Antonieta foi ao hospital buscar por orientação para dar continuidade ao tratamento. A paciente passou por novos exames e foi descoberta uma metástase óssea e o médico mudou a medicação para Anastrozol, porém o hospital se negou a fornecer o tratamento. 

Conhecendo o rol da ANS

No começo de outubro, Mara Cristina, filha de Antonieta, entrou em contato pelo nosso canal Ligue Câncer buscando orientação para saber como ter acesso ao medicamento. Explicamos que o Anastrozol faz parte do Rol da ANS (Agência Nacional de Saúde) e que, portanto, o plano de saúde é obrigado a fornecê-lo. Orientamos que a família entrasse em contato com o convênio para pedir a justificativa da negativa e que questionassem sobre o rol de procedimentos obrigatórios. Informamos ainda que, caso o convênio insistisse em negar, uma denúncia poderia ser feita à ANS. 

“A primeira caixa nós compramos, mas era muito cara, não dava para continuarmos. Entrei no Google pesquisando tratamentos de câncer, buscando por ajuda e apoio e encontrei o Oncoguia”, conta a filha da paciente.

Em novembro, Mara retornou para comunicar à nossa equipe que seguiu nossas orientações e conseguiu o medicamento para a mãe.

“O médico não tinha nos dado nenhuma informação. A Monice (especialista do canal Ligue Câncer) foi muito profissional e super acolhedora. Me orientou, passou todas informações e foi hiper esclarecedora. Nem tudo a gente sabe e aí temos que correr atrás. Graças a vocês, deu tudo certo!”

Mara conta que após conversar com a nossa equipe, passou a conhecer o site da ANS e acessá-lo para entender melhor as questões relacionadas aos convênios e os direitos da mãe, e, com isso, se sentiu mais preparada para lidar com o plano de saúde. 

E você, está passando por alguma dificuldade semelhante ou enfrentando algum problema com planos de saúde? Faça como a Mara. Entre em contato conosco pelo telefone 0800 773 1666 e fale com a nossa equipe. A ligação é gratuita e atendemos de segunda a sexta, das 10h às 17h. 
 



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive