Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Em apoio à luta contra o câncer de mama, Ponte usará braçadeiras rosas

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 21/10/2014 - Data de atualização: 21/10/2014


Ponte Preta Outubro RosaA Ponte Preta aderiu ao "Outubro Rosa". Em apoio à campanha de luta contra o câncer de mama, os jogadores da Macaca vão entrar com braçadeiras rosas no duelo contra o Avaí, nesta terça-feira, às 19h30 (de Brasília), no Majestoso, pela 31ª rodada da Série B. Ao longo da semana, outras ações também serão realizadas em parceria com o Instituto Oncoguia para conscientizar as mulheres da importância da prevenção e do diagnóstico precoce da doença. 


- É muito louvável a atitude da Ponte em participar de uma campanha em prol da saúde das mulheres. Porém, de nada adianta estarmos engajados em campanha se nossos governantes não investirem na saúde do país para dar a possibilidade das milhares de mulheres que dependem da saúde público terem um diagnóstico rápido e preciso, haja vista que este fator é preponderante na luta contra a doença - afirmou o goleiro Roberto, capitão da Macaca. 


A Ponte ainda vai divulgar informações sobre o Oncoguia no site oficial, disponibilizar o salão nobre do Majestoso para uma palestra no próximo sábado e entrar em campo com uma faixa. Outubro é internacionalmente conhecido como o mês do combate ao câncer de mama. O símbolo é um laço rosa que simboliza a luta contra a doença e estimula a participação da população, empresas e entidades. Nos Estados Unidos, por exemplo, os jogadores da NFL (Liga de Futebol Americano) atuam com chuteiras e luvas rosas durante o mês de outubro.

Segundo a presidente do Instituto Oncoguia, Lucana Holtz, o câncer de mama é a doença que mais mata mulheres no Brasil, com 11 mil vítimas por ano. 


- Justamente por esse número grande é que se torna preciso juntar esforços para conscientizar as mulheres sobre a importância de se cuidar, uma vez que, quanto mais cedo se detectar o problema, melhor será a chance de tratamento - comentou Holtz.

Fonte: Globo Esporte


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2022 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive