Tipos de Câncer

Linfoma de Hodgkin

Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Lilly Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD ACS Mundipharma Takeda Susan Komen Astellas UICC Libbs Healthy Americas GBT Abbvie Ipsen Shire


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

Efeitos Tardios do Tratamento do Linfoma de Hodgkin

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 06/06/2015 - Data de atualização: 26/06/2018


Cada tipo de tratamento para o linfoma de Hodgkin tem efeitos colaterais que podem durar até alguns meses. Por isso é muito importante conversar com seu médico e comunicar o surgimento de qualquer sinal ou sintoma que antes do tratamento não existia. Eventualmente poderá se tratar de algum efeito colateral tardio e é fundamental que se determine a natureza desses sintomas frente a eventualidade de complicações importantes e que seja descartada a recidiva da doença.

Segundo Câncer. Um efeito colateral raro, mas importante do tratamento do linfoma de Hodgkin é o desenvolvimento de um segundo tipo de câncer. Pacientes que tiveram linfoma de Hodgkin têm um risco aumentado para vários tipos de câncer.

Fertilidade.
Um possível efeito a longo prazo da quimioterapia e da radioterapia, especialmente em pacientes mais jovens, é a redução ou perda da fertilidade. Por exemplo, alguns medicamentos quimioterápicos podem afetar a capacidade do homem em produzir esperma, o que pode ser temporário ou permanente. Da mesma forma, as mulheres podem ter a menstruação interrompida devido aos medicamentos quimioterápicos. Isto pode (ou não) voltar ao normal. A radioterapia na parte inferior do abdome pode provocar infertilidade, a menos que os ovários sejam cirurgicamente retirados antes da radioterapia.

Infecções. Por razões desconhecidas, o sistema imunológico de pacientes com linfoma de Hodgkin não funciona adequadamente. Os tratamentos, como quimioterapia, radioterapia ou ainda a cirurgia para tratar um aumento do baço pode acarretar esse problema. Os pacientes que precisam retirar o baço devem ser vacinados contra determinados agentes infecciosos. Todas as pessoas que tiveram linfoma de Hodgkin devem receber vacina contra a gripe.

Problemas de Tireoide. A radioterapia na região do tórax ou pescoço para tratar o linfoma de Hodgkin pode afetar a glândula tireoide, provocando uma menor produção do hormônio tireoidiano. Pacientes com esta condição, conhecida como hipotireoidismo, podem precisar de medicamentos para a tireoide diariamente. Esses pacientes também devem ter um acompanhamento da função tireoidiana com exames de sangue, pelo menos, anualmente.

Doenças Cardíacas e Derrames.
Pacientes que fizeram radioterapia na região do tórax têm um risco aumentado para doenças cardíacas. Alguns medicamentos quimioterápicos, como a doxorubicina pode provocar problemas cardíacos.

Danos Pulmonares. O medicamento quimioterápico bleomicina pode provocar danos aos pulmões, assim como a radioterapia na região do tórax. Isso pode levar a problemas como falta de ar, que pode só aparecer anos após o término do tratamento. Fumar também pode danificar seriamente os pulmões, por isso é importante que as pessoas que fizerem esses tratamentos não fumem.

Preocupações Especiais na Infância.
O tratamento do linfoma de Hodgkin na infância requer uma abordagem muito especializada, de modo que o acompanhamento e a monitorização cuidadosa dos efeitos tardios do tratamento é muito importante. Junto com efeitos colaterais físicos citados acima, as crianças e adolescentes tratados para o linfoma de Hodgkin podem apresentar problemas emocionais ou psicológicos. Também podem ter alguns problemas pessoais e escolares. Nesse sentido se recomendam programas e serviços especiais de apoio para ajudar as crianças após o tratamento do câncer.

Fonte: American Cancer Society (30/03/2017)


Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2019 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive