Categorias


Cadastro rápido

Receba nosso conteúdo por
e-mail

Tudo sobre o câncer

 
Mais Tipos de câncer

Curta nossa página

Financiadores

Roche Novartis Varian Bristol MerckSerono Amgen Pfizer AstraZeneca Bayer Janssen MSD Mundipharma Takeda Astellas UICC GBT Abbvie Ipsen Sanofi Grunenthal Daiichi Sankyo


  • tamanho da letra
  • A-
  • A+

É #FAKE que comer fruta de estômago vazio pode até curar câncer

  • Equipe Oncoguia
  • - Data de cadastro: 31/05/2021 - Data de atualização: 31/05/2021


Circula pelas redes sociais uma mensagem que diz que comer frutas de estômago vazio pode até curar câncer. É #FAKE.

A mensagem falsa é longa e começa com um alerta típico de boatos: "Comer frutas de estômago vazio. Isto abrirá os seus olhos!" Depois, diz que um médico tem tratado doentes com câncer terminal de uma forma "não ortodoxa/menos comum" e que muitos pacientes têm se recuperado, com taxa de até 80% de sucesso. "A cura para o câncer já foi encontrada: está na forma como comemos frutas, quer acredite ou não", finaliza o texto falso.

O texto em português circula há bastante tempo na internet. Mas ele também tem versões em outros idiomas e já foi checado por agências mundo afora.

A Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC) afirma que a informação é falsa.

"É completamente absurdo", diz o diretor científico do Instituto Oncoguia, Rafael Kailks. "Isso não corresponde à realidade. Não existe absolutamente nenhum dado científico que corrobore uma afirmação como essa e a gente pede àqueles que estão circulando essa informação que deixem de fazê-lo porque isso é um desserviço para a sociedade. Isso é completamente falso. Não existe nenhum dado que corrobore a ideia de que comer fruta seja ela qual for com o estômago vazio vá tratar qualquer tipo de câncer."

A oncologista Danielle Laperche reforça que se trata de uma mensagem completamente falsa: "Já tem alguns anos que isso circula na internet. É uma fake news. É muito complicado a gente estudar realmente o potencial terapêutico de alimentos porque existem muitos outros fatores envolvidos, muitos vieses que acontecem por interferências de outros alimentos. A gente não consegue por uma pessoa submetida a comer um tipo de alimento por um período X para tentar ver o efeito daquilo na doença e quando a gente tem um benefício a gente tem dificuldade de colocar que o benefício foi por causa desse ou daquele alimento. Isso é mais fácil de ser avaliado em remédios. Estudos com alimentos para tratamento é uma coisa bem complexa de ser realizada e não são tão feitos porque a relevância até hoje não se mostrou grande, nada que se justificasse. E se tratar câncer fosse fácil assim, minha especialidade nem existiria", diz.

Matéria publicada por G1 em 28/05/2021 por Roney Domingos.



Este conteúdo ajudou você?

Sim Não


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003 - 2021 Instituto Oncoguia . Todos direitos reservados
Desenvolvido por Lookmysite Interactive